sábado, 28 de janeiro de 2012

Projeto Consciência Negra


Apresentação:
Orgulhosamente, exaltamos nossa origem africana e referendamos a unidade de luta pela liberdade de informação e cultura.
Buscamos maior participação e cidadania para os afrobrasileiros e dizer não ao racismo, a discriminação e ao preconceito racial. Homens e mulheres negros se revelaram á um sistema de opressão. Lançaram mão de suas vidas a se conformarem com a prisão física e mental. Contrapuseram-se ante as tentativas de aniquilamento de seus valores africanos e contribuíram com seus saberes para a fundação e para o progresso do Brasil.
Justificativa:
O nosso grande desafio é fazer com que os objetivos da proposta educativa, construída coletivamente, tornem-se ações concretas no nosso trabalho diário, junto ao nosso público, preservando as especificidades de cada projeto. O nosso trabalho será desenvolvido de uma forma mutua, ou seja, transferência de conhecimentos entre educadores e educandos.
Objetivo Geral:
• Entender e valorizar a identidade de cada criança negra.
Objetivos Específicos:
• Valorizar a cultura negra e seus afrodescendentes e afrobrasileiros, no projeto e na sociedade.
• Redescobrir a cultura negra, embranquecida pelo tempo.
• Desmistificar o preconceito relativo aos costumes religiosos provindos da cultura africana.
• Trazer á tona, discussões provocantes, por meio das rodas de conversas, para um posicionamento mais critico frente á realidade social em que vivemos.
• Tornar os educandos participantes, mais dinâmicos e livres para expressarem sua capacidade de também criar e fazer dos conhecimentos experimentados no projeto.
• Motivar os educandos, fazendo deles pessoas autônomos e respeitosos em outros lugares e espaços de suas vidas.
Metodologia / Desenvolvimento:
O tema será desenvolvido na sala de aula por meio de atividades para a sua exploração, sistematização e para valorização da Consciência Negra.
Sugestões de atividades:
Álbum de família: através de fotos da criança pode-se trabalhar as características físicas de cada um (cabelo, cor dos olhos, cor da pele, tamanho, etc) com isso as diferenças passarão a se vistas, desde cedo, como fatores positivo.
• Revistas: propor ás crianças que recortem em revistas diversas figuras que se pareçam com elas mesmas.
• Cara a cara: promover um encontro com pessoas de etnias diferentes. A única condição é que todos estejam preparados para responder perguntas, contar coisas sobre seu povo e manter um contato físico com a criança – o toque é uma forma de conhecimento.
• Visitas: Programar visitas a comunidade, museus, aldeias e templos religiosos que representem vários segmentos étnicos.
• Artesanato: Propor pesquisa de objetos originários da cultura das diversas etnias ou, ainda sugerir a confecção desses objetivos.
• Pesquisa: Sugerir uma pesquisa de identificação de diferentes grupos em propagandas de TV, jornais ou revistas, visando a descobrir quais são as pessoas que mais aparecem, que cor elas têm e por que afinal, são elas as escolhidas.
• Conhecer o mapa do mundo e localizarmos o continente africano.
• Estudarmos o que a palavra do Senhor diz a respeito das igualdades (Somos imagem e semelhança de Deus, e Deus não faz acepção de pessoas).
• Atividades Culturais: Propor trabalhos de análise de diversas músicas que se referem ao negro.
• História da África: Pode ser abordada dentro da História do Brasil, mostrando, através de cartõespostais, por exemplo, que a África Selvagem faz parte de menos de 10% do continente africano e que as capitais dos países africanos em nada diferem dos grandes centros urbanos da Europa ou dos Estados Unidos.
Sugestões de filmes:
• Um pobretão na casa negra.
• Olha como ela dança.
• Ao Mestre com carinho.
• Mudança de Habito I e II.
Música:
• Aos olhos do pai (Diante do Trono Infantil).
Culminância:
O projeto terá como encerramento um desfile, onde será dada a oportunidade á todas os alunos para desfilarem caracterizados com os estilos de roupas africanas no último dia do projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário