Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

quarta-feira, 29 de junho de 2011


A CERCA
Autor desconhecido

O menino era muito bravo e mal-humorado, gritava com os outros, xingava e falava mal das pessoas. Seu pai deu-lhe então uma bolsa de pregos e disse que cada vez que gritasse com alguém, xingasse uma pessoa ou falasse mal de alguém, que martelasse um prego na cerca.
No primeiro dia, o menino pregou 37 pregos. No segundo, 30 e assim por diante, diminuindo o número de cada dia. Ele descobriu que era mais sensato controlar o seu temperamento explosivo do que ir até o fundo do quintal para martelar a cerca. Até o dia que ele não perdeu a razão nenhuma vez.
Quando disse isso ao seu pai, este retrucou que, a cada dia que pensassem em perder o controle, tirasse um dos pregos cravados na cerca. Até o dia em que ele não perdeu a razão nenhuma vez.
Os dias passaram até que o menino disse finalmente a seu pai que não havia mais pregos na cerca. Seu pai levou-o até lá e disse:
- “Muito bem, mas veja esses furinhos todos que ficaram aqui. A cerca nunca mais será a mesma. Quando magoamos uma pessoa, dizemos palavras que deixam cicatrizes. Por mais desculpas que peçamos, a cicatriz continuará lá. Não ofenda as pessoas, pois isto poderá deixar marcas para sempre...”


CAÇA PALAVRAS

A CERCA

B
O
L
S
A
X
X
P
E
S
S
O
A
X
X
P
R
I
M
E
I
R
O
X
P
A
I
X
X
X
M
E
N
I
N
O
X
B
R
A
V
O
X
T
E
M
P
E
R
A
M
E
N
T
O
X
M
A
R
T
E
L
A
R
X
R
A
Z
Ã
O
X
X
E
X
P
L
O
S
I
V
O
X
X
X
C
O
N
T
R
O
L
E
X
C
E
R
C
A
X
P
R
E
G
O
S
X
F
U
N
D
O
X
S
E
G
U
N
D
O
X
N
U
M
E
R
O
X
C
I
C
A
T
R
I
Z
X
X
X
X
X
F
U
R
I
N
H
O
S
X
X
X
X
X
X
X
X
X
D
E
S
C
U
L
P
A
S
X
X
C
R
A
V
A
D
O
S
X
X
X
X
X
X
Q
U
I
N
T
A
L
X
M
A
R
C
A
S


Bolsa
Bravo
Cerca
Cicatriz
Controle
Desculpas
Explosivo
Fundo
Furinhos
Marcas
Martelar
Menino
Número
Pai
Pessoa
Pregos
Primeiro
Quintal
Razão
Segundo
Temperamento