segunda-feira, 6 de maio de 2013

PROJETO: “RESGATANDO VALORES



PROJETO: “RESGATANDO VALORES”

http://3.bp.blogspot.com/_Wv5wybf5reU/TVLHh0Xjo4I/AAAAAAAAEzo/zmfw9Lvo4SI/s1600/Boneca+e+Boneco.jpg



JUSTIFICATIVA
Este projeto justifica-se pela busca da valorização do ser humano, resgatando a importância das virtudes, como tendência para o bem, que devem ser ensinadas e partilhadas pela família, sociedade e pela escola também.
“A sociedade, da qual fazemos parte, preza o individualismo ou a massificação. Entre os dois extremos, há um lugar especial a ser ocupado por pessoas que reconheçam e lutem pelo bem! O bem que não é só meu, nem teu, mas que inclui a comunidade, beneficiando a cada um e a todos.
Quantas pessoas não resolvem seus problemas com socos e pontapés, são preconceituosas, jogam lixo nas ruas, desrespeitam os sinais de trânsito... os exemplos são muitos. Por isso, com esse projeto, pretendemos motivar nos alunos uma autocrítica e uma reavaliação de situações comuns no dia-a-dia que dificultam a convivência harmoniosa entre as pessoas. E procuraremos conscientizar que sentimentos como bondade, amizade, fraternidade, amor são essenciais para se recriar um mundo melhor.
Trabalhar valores é algo que não é visível e imediato. Os valores se constroem no convívio com o outro, nas ações do dia-a-dia, e, nós, Educadores, precisamos, além de dedicar a atenção a determinados valores no momento e na hora certa, assumir esse compromisso com o coração e com a ação. É fundamental planejarmos atividades específicas para refletir junto aos alunos sobre o comportamento humano, sem apontar o defeito do outro, e oportunizarmos que cada um se "olhe" e se expresse, trazendo exemplos de situações vividas para uma discussão. Isso é agir em prol do bem-comum, é papel que cabe a cada um de nós.
Acredita-se numa sociedade mais humana e justa, sem preconceitos, em que os cidadãos atuem compromissados com o bem comum.
Com este projeto abordaremos os temas transversais da Ética, Pluralidade cultural e Meio ambiente.

OBJETIVOS
AFETIVOS

• Desenvolver reflexões sobre ações corriqueiras
• Despertar para mudança de atitudes
• Aprender pequenos gestos de boas maneiras, como cumprimentar e desculpar-se.
• Adotar atitudes de valorização das amizades
• Pensar sobre o que significa colaborar com as pessoas.
• Perceber hábitos importantes da vida cotidiana, que vão ajudá-lo a ser uma pessoa agradável com os outros.
• Fazer com que os alunos assumam responsabilidades, sem ter medo, fazendo-os pensar sobre o que significa ser honesto.
• Fazer com que os alunos prestem atenção nas regras de convivência, fazendo-os pensar sobre o respeito que você tem pelos outros e por si mesmo.
• Desenvolver o espírito de colaboração em casa ou na escola, por si mesmas, adquirindo responsabilidade.
• Incentivar o desafio de ampliar cada vez mais sua capacidade de ser responsável, fazendo mais e melhor aquilo a que se dedica, assumindo seus papéis de filhos, estudantes colegas, amigos, vizinhos.
• Transformar os alunos em agentes transmissores e multiplicadores de valores, tanto com a família, quanto com os amigos.
• Valorização do diálogo como forma de lidar com os conflitos.
• Refletir os valores humanos na prática do dia a dia

COGNITIVOS

• Identificar e comparar diferentes tipos de comportamento: o ideal x o real
• Reconhecer mudanças e permanências de comportamento em si próprio e nos colegas
• Reconhecer a importância da tomada de consciência para o desenvolvimento da autonomia e autoconfiança
• Reconhecer noções de boas maneiras
• Analisar e interpretar imagens, informações e situações
• Reconhecer seus próprios sentimentos e valor
MOTIVAÇÃO
Dinâmica das flores
O professor chega na classe com um ramalhete de flores diversificadas e alegremente fala: "Hoje trouxe flores para cada um de vocês! Mas por que será? Vamos, antes, conversar sobre a beleza que cada uma destas flores possui. Fulano, que beleza você vê na margarida? E você, Fulano, fale-nos o que há de bonito na camélia..." Após toda exploração, o docente distribui as flores no meio do círculo de crianças e fala: "As flores são como as pessoas. Uma é diferente da outra. Existe a flor vermelha, a branca, a flor comprida, a baixa... mas todas são flores e possuem a sua beleza. Existe a pessoa gorda, magra, alta, baixa... mas todas são pessoas e possuem a sua beleza." Nesse momento o professor pode refletir alguns valores como: respeito, a amizade e compreensão e solicitar, então, que cada aluno escolha uma das flores para levar para casa como marco dessa reflexão.

LEITURA ESTUDO: FRUIÇÃO
• Apresentação do nome do projeto através de caça palavras.
• Incentivo aos alunos a discutir sobre o que deve se tratar o projeto deste bimestre
• Explorando a capa do livro
• Leitura do livro através de apresentação em POWER POINT

CONTEXTUALIZAÇÃO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES

Furar fila
Micagens
Se portar à mesa
Xereteia
Baderna
Chilique
Indisciplinado
Intolerante
Preconceituoso
Primórdios
Convivência
Metrópoles
Harmonioso
Essenciais
Desvalido
Tolerante
Um trocado no bolso

INTERPRETAÇÃO DO TEXTO E ENTRELINHAS
Trabalho oral de explorar cada parte do texto de modo bem minucioso nos momentos de leitura.

IMAGINAÇÃO CRIADORA
LEITURA ESTUDO:
 
1. LÍNGUA ORAL: USOS E FORMAS
• Escuta dos diferentes textos ouvidos em situações de comunicação direta ou mediada por telefone, rádio ou televisão, reconhecimento do significado contextual e do papel complementar de alguns elementos não-lingüísticos para conferir significação aos textos (gestos, postura corporal, expressão facial, tom de voz, entonação).
LÍNGUA ESCRITA:USOS E FORMAS
Prática da Leitura
• Utilização de sentido, coordenando texto e contexto (tipo de portador, características gráficas, conhecimento do gênero ou do estilo do autor, etc.) e a intencionalidade;
• Emprego dos dados obtidos por intermédio da leitura para confirmação ou retificação das suposições de sentido feitas anteriormente;
Prática de produção de texto:
Considerando o destinatário, a sua finalidade e características do gênero.
Aspectos Notacionais:
• Divisão do texto em frases e/ou parágrafos, utilizando recursos do sistema de pontuação: maiúscula inicial, ponto final, exclamação, interrogação e reticências;
• Separação, no texto, entre discurso direto e indireto e entre os turnos do diálogo, utilizando travessão e dois pontos ou aspas;
• Indicação, por meio de vírgulas, das listas, enumerações;
• Estabelecimento das regularidades ortográficas (interferência das regras, inclusive as da acentuação) e constatação de irregularidades (ausência de regras);
• Acentuação das palavras: regras gerais relacionadas à tonicidade;
• Utilização de dicionário e outras fontes escritas para resolver dúvidas ortográficas;
• Produção de textos utilizando estratégias de escrita: planejar o texto, redigir rascunhos, revisar e cuidar da apresentação;
• Controle da legibilidade do escrito.
Aspectos discursivos:
• Organização das idéias de acordo com as características textuais de cada gênero;
ANÁLISE E REFLEXÃO SOBRE A LÍNGUA
• Análise da qualidade da produção oral alheia e própria;
• Análise dos sentidos atribuídos a um texto nas diferentes leituras individuais e discussão dos elementos do texto que validem ou não essas diferentes atribuições de sentido;
Revisão do próprio texto.

LEITURA PRETEXTO:
• As artes visuais no fazer dos alunos: desenho, pintura, colagem, gravura, historia em quadrinhos, produções informatizadas;
• Contato sensível, reconhecimento e análise de formas visuais presentes na natureza e nas diversas culturas;
• Identificação e reconhecimento de algumas técnicas e procedimentos artísticos presentes nas obras visuais;
• Observação, estudo e compreensão de diferentes obras de artes visuais, artistas e movimentos artísticos produzidos em diversas culturas (regional, nacional e internacional) e em diferentes tempos da história;
• Contato freqüente, leitura e discussão de textos simples, imagens e informações orais sobre artistas, suas biografias e suas produções.

LEITURA BUSCA DE INFORMAÇÃO:

MATEMÁTICA
• Reconhecer e fazer leitura de números racionais no contexto diário nas representações fracionária e decimal.
• Comparar e ordenar números racionais de uso freqüente nas representações fracionária e decimal.
• Escrever números racionais de uso freqüente nas representações fracionária e decimal e localizar alguns deles na reta numérica.
• Utilizar o sistema monetário brasileiro em situações-problema.
• Resolver situações-problema utilizando dados apresentados de maneira organizada, por meio de tabelas simples ou tabelas de dupla entrada, gráficos de colunas ou gráficos de barras.

HISTÓRIA
O Brasil a caminho do terceiro milênio
• Longo governo Vargas
• Entre duas ditaduras

• De Colônia a Império
• De Império a República

GEOGRAFIA
A população e as regiões do Brasil
• A população brasileira
• A distribuição da população no território
• A formação da população brasileira
• O Brasil e suas regiões

CIÊNCIAS
Ser humano e saúde:
• Organização funcional do ser humano
• Formação do corpo humano (cabeça, tronco e membros).
• Sistema respiratório.
• Sistema circulatório.
• Nutrição
• Higiene

LEITURA FRUIÇÃO (PRAZER)
O verdadeiro tesouro
Histórias de tradição hindu
Historias da alma, historias do coração.
A parábola do bom samaritano
O leão e o ratinho
Os dois amigos e o urso
Quer uma mãozinha
Almanaque Ruth Rocha
Mais respeito eu sou criança
Filmes:
“Up”
“Avatar”
AVALIAÇÃO:
A avaliação será:
Diagnóstica: para detectar a presença ou ausência de habilidades que constituem fundamentais para as atividades de aprendizagem.
É Contínua, processual e formativa: com a observação do conhecimento escolar ao longo do período letivo é um critério avaliativo dando oportunidade para detectar avanços e dificuldades, possibilitando uma tomada de decisão sobre o que fazer para superar os obstáculos. Avaliação centrada nos momentos individuais ou em grupo. Através de registros, aplicação de trabalhos, pesquisas, tarefas e avaliações escritas.
Será avaliada a intenção de projeto através das atitudes dos alunos, fazendo um paralelo com os objetivos inicialmente estabelecidos.

CULMINÂNCIA DO PROJETO
• Exposição das frases em destaque no livro de filósofos, pensadores, artistas etc.
• Um ato concreto de solidariedade.
• Gincana onde os alunos serão avaliados diariamente, recebendo uma “fichinha” vermelha e, a cada 10 fichas vermelhas trocarão por uma verde, que tem um maior valor. Serão observados o comportamento, o uso do uniforme e a lição de casa. No final do bimestre os alunos que tiverem as fichas verdes irão trocá-las por materiais escolares, livros ou jogos educativos.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
o BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1997.
o Secretaria da Educação de Guaratinguetá. Proposta curricular: Ensino Fundamental, ciclo II- 3ª e 4ª séries. Guaratinguetá, 2006.
o São Paulo (SP). Secretaria Municipal de Educação. Diretoria de Orientação Técnica. Projeto intensivo do Ciclo I: Livro do aluno / Secretaria Municipal de Educação. – São Paulo : SME / DOT, 2006.
 
o ________ Secretaria Municipal de Educação. Diretoria de Orientação Técnica. Guia de planejamento e orientações didáticas para o professor do 4º ano do Ciclo 1 / Secretaria Municipal de Educação. – São Paulo : SME / DOT, 2008.
o MONTEIRO, Marco Aurélio Alvarenga. Programa Reação – educando para a vida, construindo o futuro. Manual do professor 5° ano. Guaratinguetá: Secretaria Municipal de Educação e Cultura, 2009.
o ROCHA, Ruth, FLORA, Anna. Escrever e criar... É só começar! São Paulo: FTD, 1993.
o Revistas (várias edições) Nosso Amiguinho. Editora Casa.
o Revistas (várias edições) Nova Escola.Editora Abril.
o Sites variados.
o Materiais disponibilizados pelo Programa Ambiental – Semente do Amanhã







Nenhum comentário:

Postar um comentário