Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

sábado, 17 de março de 2012

“De quem é a bola?

Dinâmica para Reflexão “De quem é a bola? É de Adão e Eva? É do governo? É do pai... Ou é da mãe? É da escola? Afinal de quem é a bola? Adão e Eva... No princípio do mundo, Adão e Eva cometeram a primeira falta contra Deus. Os homens passaram atribuir todos os maus do mundo (as doenças, as crises, os sofrimentos) a falta cometida por Adão e Eva. Acontece que as crises foram aumentando, o mundo evoluindo e o homem conscientizando-se de que a bola não era de Adão e Eva. Jogou-se a bola para o governo. Governo... O governo passou a ser responsável por todos os problemas, por todos os males que envolvem a humanidade. O povo passa fome por causa do governo... A educação não vai bem por causa do governo responsabilizando-o dos pequenos aos grandes problemas. Justifica-se, então, o governo remetendo a bola ao sistema. Sistema... Quem é o “Senhor Sistema”? O que ele fez? Onde ele fica? Todas as famílias acusam o “Senhor Sistema” como responsáveis pelos problemas. Pais e educadores responsabilizam-no pelo elevado número de marginais adolescentes, que aparecem cada vez mais nas grandes capitais. Culpam o “Senhor Sistema” de não ter educado, de não possuir família... Afinal, a bola é do Sistema? O povo continua a questionar. “De quem é a bola?” E a resposta é de que a bola é do pai e da mãe... Pai e mãe... O pai e a mãe entram em polêmica. O pai joga a bola para a mãe, acusando-a como responsável pela educação dos filhos. Se os filhos vão mal ele diz: “Você não para em casa, você não os acompanha, quer ter os mesmos direitos que os homens. Só pensam em emancipação, trabalham em dois horários, por isso a família vai mal...” A mãe, por sua vez, sentindo-se injustiçada joga a bola para o pai, acusando-o de não estar presente no lar nos momentos mais difíceis de educar, pois só tem tempo para o futebol, o trabalho, os amigos e a cerveja no bar... Essa família vai mal... Acontece que os dois em crise resolvem justificar o erro de responsabilidade jogando a bola para a escola. Escola... A Escola recebe os reflexos dos problemas familiares e sociais, trazidos em alunos carentes de sentimentos bons, de carinhos e afetos, de aprendizagem lenta com exemplos e modelos da TV. Com tantas dificuldades, a escola resolve se isentar desta responsabilidade e diz que o problema, “a bola”, é do pai e da mãe, do Sistema, do governo... Diz que vai fazer só aquilo que lhe compete,é o que diz a lei... Educador... Acontece que a bola continua solta. O mundo em decadência, as crises aumentando, homens se violentando, crianças se degenerando, famílias se desentendendo, jovens confusos. E o mundo, que foi criado para ser paraíso passa a ser um campo de concentração, onde a guerra e o desamor predominam... a bola está sendo jogada para lá e para cá. O problema não chega a uma solução, porque todos se omitem e se tornam alheios diante do amor e da responsabilidade. Portanto, deixamos agora com você a bola. A responsabilidade está nas mãos de cada um, portanto, compete a todos nós. E a pergunta é: VAMOS SEGURAR ESSA BOLA JUNTOS???

Nenhum comentário:

Postar um comentário