Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

sábado, 21 de janeiro de 2017

D6 - Identificar o tema de um texto

D6 - Identificar o tema de um texto
ÁRVORES
               As árvores tornam o ar mais puro e garantem alimento para milhões de pessoas e animais. A madeira é usada nas construções, para fazer móveis e papel. As raízes firmam o solo. Assim, ele não é carregado pela água das chuvas.   
            Enciclopédia ilustrada do estudante. Globo. (texto adaptado)  
 O assunto do texto é:
 (A) a madeira das árvores.
(B) a importância das árvores.
(C) os animais que se alimentam de plantas.
(D) as raízes das plantas.

O CAMINHO DA CARTA
              Os correios trabalham praticamente 24 horas por dia para garantir a entrega das correspondências de milhares de pessoas. A triagem (separação das cartas pelo CEP) é o trabalho mais importante e começa por volta das 21horas, dependendo da quantidade de encomendas, o trabalho termina às 15 horas. O CEP é fundamental para que a carta chegue no lugar certo. Os funcionários da triagem preparam as sacolas dos carteiros, que pesam de 9 a 10 quilos, além de encaminhar os malotes que vão partir de caminhão, moto, avião ou navio. Por volta das 10 horas, os carteiros já estão nas ruas entregando as cartinhas.                                        
  Estadinho, suplemento infantil do jornal O Estado de S.São Paulo,  25 julho 1998.5. São Paulo.           

O assunto do texto é:
(A)  a vida do carteiro.
(B)  a quantidade de cartas.
(C) o peso da sacola dos carteiros.
(D) a preparação para a entrega das correspondências.
  

D14 - Distinguir um fato da opinião relativa a esse fato.

A CAUSA DA CHUVA
        Não chovia há muitos e muitos meses, de modo que os animais ficavam inquietos. Uns diziam que ia chover logo, outros diziam que ainda ia demorar. Mas não chegavam a uma conclusão.
    __Chove só quando a água cai do telhado do meu galinheiro. Esclareceu a galinha.
    __Ora, que bobagem! Disse o sapo de dentro da lagoa.
    __Chove quando a água da lagoa começa a borbulhar suas gotinhas.
    __Como assim? _ disse a lebre _ Está visto que só chove quando as folhas das árvores começam a deixar cair as gotas d’água que têm dentro.
      Nesse momento começou a chover.
   __Viram?_ gritou a galinha _ O telhado do meu galinheiro está pingando. Isso é chuva!
   __Ora, não vê que a chuva é a água da lagoa borbulhando?_ disse o sapo.
__ Mas, como assim? _tornou a lebre _ Parecem cegos!Não vêem que a água cai das folhas das árvores?

       Moral: Todas as opiniões estão erradas.
                                                                                    
            Millôr Fernandes, Fábulas fabulosas. Rio de Janeiro: Nórdica, 1985, p.38.

O trecho “(...) Chove quando água da lagoa começa a borbulhar suas gotinhas. (...)” é a opinião:

(A) da galinha. 
(B) da lebre.  
(C) do sapo.  
(D) de todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário