Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

ASSIM NÃO DÁ - IGNORAR A EQUIPE !!!

                  ASSIM NÃO DÁ - IGNORAR A EQUIPE !!!
TODO FUNCIONÁRIO É UM EDUCADOR E NÃO PODE SER TRATADO PELOS GESTORES COMO SE FOSSE INVISÍVEL.  (DANIELA ALMEIDA - GESTÃO ESCOLAR ANO III - N. 13 - ABRIL/MAIO.)

     VOCÊ SABE COMO SE CHAMA A COZINHEIRA QUE PREPARA A MERENDA?
E O RAPAZ QUE RECEBE AS CRIANÇAS  NO PORTÃO? CONHECER OS FUNCIONÁRIOS PELO NOME TRATÁ-LOS COM RESPEITO É ESSENCIAL PARA UMA BOA GESTÃO DE EQUIPE.
     É UMA MANEIRA DE VALORIZAR O INDIVÍDUO E DAR O EXEMPLO PARA QUE A CONSIDERAÇÃO PELO OUTRO SEJA A BASE DA CONVIVÊNCIA ESCOLAR. AFINAL, O TRATAMENTO QUE O GESTOR DISPENSA AO GRUPO SERVE DE REFERÊNCIA AOS COLEGAS E ALUNOS.
    QUALQUER PROFISSIONAL DA ÁREA ADMINISTRATIVA, DE LIMPEZA, DA COZINHA OU DA SEGURANÇA É UM EDUCADOR E SUA ATUAÇÃO CONTRIBUI PARA A MELHORIA DO TRABALHO PEDAGÓGICO. AO RECEBER BEM OS ALUNOS E OS PAÍS, O PORTEIRO, POR EXEMPLO, CRIA UMA RELAÇÃO MAIS PRÓXIMA COM TODOS E PODE, COM ISSO, TER UM CONTROLE MAIOR DE QUEM CIRCULA POR ALI, GARANTINDO UM AMBIENTE SEGURO AO APRENDIZADO.
     ELOGIAR UM SERVIÇO BEM FEITO TAMBÉM É UMA FORMA DE RECONHECER O FUNCIONÁRIO. "CERTA VEZ, UM SEGURANÇA QUE COMEÇOU A TRABALHAR EM UMA UNIVERSIDADE EXIGIU A IDENTIFICAÇÃO DO REITOR PARA DEIXÁ-LO ENTRAR. AO PERCEBER O CONSTRANGIMENTO DO PORTEIRO, O CHEFE FEZ QUESTÃO DE PARABENIZÁ-LO EM PÚBLICO PELA SERIEDADE COM A QUAL EXERCE SEU TRABALHO", CONTA O COORDENADOR DO CURSO DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS DA UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO, LUCIANO VENELLI COSTA. SE O GESTOR FOSSE PREPOTENTE, TERIA SE SENTIDO OFENDIDO E DESTRATADO O PROFISSIONAL.
     PARA QUE UM FUNCIONÁRIO EXERÇA SEU PAPEL A CONTENTO, É PRECISO DAR CONDIÇÕES, VALORIZANDO-O E INTEGRANDO-O AO GRUPO. PROMOVER ENCONTROS PERIÓDICOS PARA OUVI-LOS E DISCUTIR QUESTÕES PONTUAIS, ASSIM COMO CONVIDÁ-LOS ÀS REUNIÕES DE EQUIPE, SÃO BOAS INICIATIVAS. SUGERIR AINDA QUE ACOMPANHEM OS ALUNOS NAS EXCURSÕES, ALÉM DE MELHORAR A FORMAÇÃO CULTURAL, FACILITA A INTERAÇÃO. SÓ NÃO VALE CHAMÁ-LOS PARA CONVERSAS EM QUE ELES NÃO PODERÃO COLABORAR. "SE O TEMA NÃO TEM A VER COM O QUE FAZEM, ELES PODEM SE  SENTIR  DESLOCADOS", ALERTA COSTA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário