Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

quinta-feira, 30 de março de 2017

Roteiro de Abril EJA

Secretaria de Educação Cultura e Desporto
Praça 29 de Dezembro nº 57
Modalidade : EJA

Temática Mensal Educação de Jovens e Adultos
Diversidade Cultural : População Brasileira:
Uma mistura de povos e culturas

Coordenadora : Valdinere Alves dos Santos
Cortês / Abril 2017
Diversidade Cultural
A composição étnica dos brasileiros é um conteúdo muito importante, pois mostra aos alunos a diversidade étnica da população nacional e como esse fator contribuiu para a constituição da  nossa identidade cultural. É fundamental ao aluno adquirir conhecimentos básicos para a vida em sociedade e, através do tema, podemos abordar questões como as diferenças étnicas e culturais de cada indivíduo e região do nosso país, fazendo um levantamento de nossas origens. Assim o aluno aprende a valorizar o direito de cidadania dos indivíduos, dos grupos e dos povos e a respeitar as diferenças.
Este tema propõe uma concepção que busca explicitar a diversidade étnica e cultural que compõe a sociedade brasileira, compreender suas relações, marcadas por desigualdades sócio econômicas e apontar transformações necessárias,  oferecendo  elementos  para  a compreensão de que valorizar as diferenças étnicas e culturais não significa aderir aos valores  do outro, mas respeitá-los como expressão da diversidade, respeito que é, em si, devido a todo ser humano, por sua dignidade intrínseca, sem qualquer  discriminação.  A afirmação da diversidade é traço fundamental na construção de uma identidade nacional que se põe e repõe permanentemente, tendo a Ética como elemento definidor das relações sociais e interpessoais (PCN- Pluralidade Cultural, p.121)
OBJETIVO GERAL: Entender a composição étnica do Brasil e como esse fator contribuiu para construção da nossa identidade cultural.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Destacar a heterogeneidade dos habitantes do Brasil e o processo histórico que proporcionou essa grande miscigenação;
- Observar a vasta diversidade cultural existente no Brasil;
-promover no aluno o sentimento de valorização cultural do país;
- Reconhecer e respeitar as diferentes culturas, mostrando que não existe uma melhor ou mais desenvolvida que a outra.
- Inserir a tecnologia como recurso didático em pesquisa e tratamento da informação

 CONTEÚDO:
-Geografia: População Brasileira, mistura de povos e culturas; regionalidade.
- História: Processo Histórico das imigrações para o Brasil e sua colonização.
- Língua Portuguesa: Análise, interpretação e produção de texto.
- Matemática: Tratamento da informação: Tabelas e Gráficos

METODOLOGIA
1º dia  – Iniciarei a aula apresentando o projeto e mostrarei uma figura que contém pessoas de várias etnias diferentes (figura 1) e promover com os alunos uma conversa sobre a figura em questão.





Roteiro de perguntas para nortear o assunto:
1. O que vocês observaram na imagem? O que chama a atenção na figura?
2. Todas as pessoas presentes na imagem são iguais?
3. Quais diferenças podem ser observadas?
4. Vocês já imaginaram como seria o mundo se todos nós fossemos iguais?
5. Em algum momento vocês já ouviram o termo “Diversidade”? O que entendem por isso?   Após ouvir as respostas dos alunos, e então saber quais são as opiniões e os conhecimentos prévios que eles têm sobre a temática abordada, faremos a leitura e discussão do texto “A diversidade étnica no Brasil”
Após o estudo do texto pedirei que os alunos façam uma pesquisa sobre sua origem étnica e de seus familiares e tragam para a próxima aula. Será apresentado vídeo sobre diversidade e letra da música contida no vídeo

2º dia - Recordar com os alunos o que foi estudado nas aulas anteriores e explicar que no Brasil também existe outro grande tipo de diversidade: a Diversidade Cultural, que existe devido a grande diversidade de povos que colonizaram o país.
Separar os alunos em 5 grupos e pedir  para que façam uma pesquisa sobre os diferentes tipos de costumes que existem no Brasil (estarão disponíveis também jornais e revistas para a pesquisa de textos e imagens). Cada grupo ficará responsável por pesquisar sobre uma região (Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro Oeste

3° dia  – Término da confecção dos cartazes (caso não tenha dado tempo terminar na aula passada), socialização dos grupos e discussões sobre o tema (leitura do texto “ A diversidade cultural do Brasil”

4° dia – Relembrar os conteúdos que foram estudados e fazer um levantamento com os alunos sobre o que acharam do projeto. Pedir para que façam uma pequena produção de texto em que deverão contar sobre as aulas, dizer o que mais gostaram e o que aprenderam com elas.

RECURSOS A SEREM UTILIZADOS
- Giz e lousa
- Cartolina para a confecção dos cartazes
- Textos impressos
- Produção escrita

AVALIAÇÃO
A avaliação será feita durante todo o processo de ensino aprendizagem, por meio de instrumentos formais (produção escrita sobre o tema) e estratégias informais de observação das habilidades, competências e conhecimentos construídos pelo aluno.Serão avaliados conteúdos: atitudinais, através da observação dos alunos, de opiniões emitidas e de suas atuações nas atividades individuais e em grupo; procedimentais, verificando o desempenho do aluno nos diálogos, debates, fazer pesquisas, trabalhar em equipe e utilizar instrumentos; conceituais, para avaliação da aprendizagem dos conceitos e o domínio deles, expresso por meio de representações por escrito (produção de texto).

REFERÊNCIAS:
BRASIL, Parâmetros Curriculares Nacionais – Pluralidade Cultural.Brasília: MEC/SEF, 1997

 O que é Diversidade:

Diversidade significa variedade, pluralidade, diferença. É um substantivo feminino que caracteriza tudo que é diverso, que tem multiplicidade.Diversidade é a reunião de tudo aquilo que apresenta múltiplos aspectos e que se diferenciam entre si, ex.: diversidade cultural, diversidade biológica, diversidade étnica, linguística, religiosa etc.

Diversidade cultural

A diversidade cultural são os múltiplos elementos que representam particularmente as diferentes culturas, como a linguagem, as tradições, a religião, os costumes, a organização familiar, a política, entre outros, que reúnem as características próprias de um grupo humano em um determinado território.
Diversidade biológica

A diversidade biológica ou biodiversidade é a grande variedade de organismos vivos que compreende a fauna, a flora e os micro-organismos da face da Terra. A Floresta Amazônica, a Mata Atlântica e o Pantanal abrigam a maior biodiversidade do nosso planeta.
Diversidade étnica

Diversidade étnica é a união de vários povos numa mesma sociedade. Etnia é um grupo de indivíduos que possuem afinidades de origem, história, idioma religião e cultura, independente do país em que se encontrem. O Brasil é um país com grande diversidade étnica, sua população é composta da miscigenação de vários povos que juntos formaram uma nova identidade cultural.

: O que é Diversidade cultural

Diversidade cultural são os vários aspectos que representam particularmente as diferentes culturas, como a linguagem, as tradições, a culinária, a religião, os costumes, o modelo de organização familiar, a política, entre outras características próprias de um grupo de seres humanos que habitam um determinado território. A diversidade cultural é um conceito criado para compreender os processos de diferenciação entre as várias culturas que existem ao redor do mundo. As múltiplas culturas formam a chamada identidade cultural dos indivíduos ou de uma sociedade; uma "marca" que personaliza e diferencia os membros de determinado lugar do restante da população mundial.

A diversidade significa pluralidade, variedade e diferenciação, conceito que é considerado o oposto total da heterogeneidade. Atualmente, devido ao processo de colonização e miscigenação cultural entre a maioria das nações do planeta, quase todos os países possuem a sua diversidade cultural, ou seja, um "pedacinho" das tradições e costumes de várias culturas diferentes.

Algumas pessoas consideram a globalização um perigo para a preservação da diversidade cultural, pois acreditam na perda de costumes tradicionais e típicos de cada sociedade, dando lugar à características globais e "impessoais"

 

Diversidade cultural no Brasil

 

O Brasil é um país incrivelmente rico em diversidade cultural, devido a sua extensão territorial e a pluralidade de colonizações e influências que sofreu ao longo do processo de construção da sociedade brasileira. As diferenças são bastante visíveis mesmo entre as diferentes regiões do país: norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul.Nas regiões norte e nordeste, a predominância é das tradições indígenas e africanas, sincretizadas com os costumes dos povos europeus, que colonizaram o país.
Na região centro-oeste, onde predomina o Pantanal, existe ainda uma grande presença da diversidade cultural indígena, com forte influência da culinária mineira e paulista.No sudeste e sul destacam-se costumes de origem europeia, com colônias portuguesas, germânicas, italianas e espanholas que, ainda hoje, mantêm a cultura típica de seus países de origem.

 

Diversidade cultural indígena

A Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural prevê ações de preservação das múltiplas culturas de origem indígena e africana, como as línguas indígenas ameaçadas de extinção, além dos rituais e festas tradicionais do povo indígena e afrodescendente.

Diversidade cultural e religiosa : A diversidade religiosa está intrinsecamente relacionada com a cultura. O chamado sincretismo religioso conceitua o processo de mistura e diversificação de várias religiões reunidas dentro de uma sociedade.

 

No Brasil, por exemplo, a diversidade religiosa está na presença das várias crendices coabitando em um mesmo território, como os católicos, judeus, muçulmanos, hindus e etc.

O que é Afrodescendente:

Afrodescendente é aquele que descende de africano. A palavra afrodescendente é formada por dois adjetivos: afro, que faz referência ao africano, mais descendente que é aquele que descende de, que provém por geração, portanto, afrodescendente significa “descendente de africano”.

Estima-se que 200 milhões de pessoas que se identificam como sendo afrodescendentes vivem nas Américas. O Brasil tem o maior número de pessoas de ascendência africana fora de seu continente.

Miscigenação

 

O continente africano tornou-se durante mais de três séculos, o grande celeiro de mão de obra escrava para a acumulação capitalista europeia e para os proprietários rurais e de minas na América. Milhões de negros africanos foram trazidos para a América ao longo de séculos de migrações forçadas, eram embarcados geralmente em Angola, Moçambique e Guiné e desembarcados no Recife, Salvador e Rio de Janeiro.
Segundo alguns autores, cerca de 10 milhões de escravos entraram na América no período de 1502 a 1870. Ao longo desses séculos se formou uma grande miscigenação entre europeus, principalmente portugueses, negros e índios. Poucos países do mundo passaram por uma miscigenação tão intensa quanto o Brasil.



Arantes. V.A. (org.).(2003) Afetividade na escola: alternativas teóricas e práticas.(2 ed.) São Paulo : Summus.
Gadotti, M. (1986). Autonomia da Escola: Princípios e Propostas. 2 ed. São Paulo: Cortez
Leite, L. H. A (2006). Pedagogia de projetos. Revista Presença pedagógica. V. 2, nº 8, p. 26-33.
Parâmetros Curriculares Nacionais (1999). Adaptações Curriculares – Ministério da Educação – Brasília
Perrenoud, Philippe (2000). Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed.
____. (1999). Práticas pedagógicas, profissão docente e formação. Perspectivas sociológicas. Lisboa, Publicações Dom Quixote.


Sequência Didática
Justificativa :

Observa-se que as turmas, de um modo em geral, não têm hábito de leitura. Diante dessa realidade torna-se necessário formular uma sequência de atividades de leituras que despertem nos alunos o interesse e o prazer pela leitura, pois a leitura tem grande importância para o desenvolvimento do indivíduo em seu contexto social, tendo como ponto de partida, as histórias infanto-juvenis, visando, assim, despertar a curiosidade e o gosto do aluno pela leitura.

Objetivo Geral

Despertar o gosto pela leitura, de forma com que cada estudante se conscientize da função e importância da leitura para seus estudos e o conhecimento

Objetivos Específicos:

Reforçar o prazer da leitura pelo esforço de aprender e melhorar os estudos;
Incentivar alunos para o hábito da leitura,
Estimular o gosto pelo contar e ouvir histórias;
Perceber a leitura como um processo dinâmico;
Recriar histórias através de textos orais e escritos.

Como estamos no mês de abril e neste mês comemora-se o dia de Monteiro Lobato iremos trabalhar uma sequência didática durante esta semana e no final cada escola fará sua culminância de acordo com as possibilidades.

Sequência Didática:

1º dia:17de abril :  Segunda - feira
·       Apresentação da Biografia de Monteiro Lobato
·       Leitura de texto retirado da obra de Monteiro Lobato
·       Atividades de vocabulário compreensão e interpretação de texto
·       Montagem da linha do tempo referente a vida do autor

2º Dia: 17 de abril  : segunda - feira

·       Análise da Biografia de autor
·       Leitura do texto da obra de Monteiro Lobato
·       Estudo do vocabulário compreensão e interpretação do texto
·       Produção escrita: narração recontar a história modificando alguns elementos da narrativa, por exemplo, a conclusão
·       Estudos gramaticais fonemas e letras.

3º Dia :  18 de Abril  terça - feira

·       TEXTO(Escolher  algum  do autor )
·       Estudo do vocabulário, compreensão e interpretação do texto
·       Dramatização da leitura
·       Elaboração de mural vida e obra de Monteiro Lobato
·       Variedade linguística :Jeca Tatu

4º Dia : 19  de Abril :  Quinta - feira texto Narrativo Fábula

·       Leitura de uma fábula recontada por Monteiro Lobato
·       Debate sobre a moral da história
·       Compreensão e interpretação do texto
·       Onomatopeia a fala dos animais
·       Redação: Uma fábula empregando onomatopeia
·       Produção de texto

5º Dia  :20 de Abril : quinta
·       Oficina de arte
·       Confecção de máscaras ,vestimentas, fantoches etc dos  personagens do Sítio do Pica pau Amarelo
·       Exposição dos trabalhos produzidos pelos alunos e exibição  de peças
·       Dramatizações etc

Observação


Pode-se empregar  na confecção dos trabalhos  material  reciclável como garrafas de refrigerantes, jornais caixas de margarinas ,retalhos  de tecido  etc De acordo com a criatividade do professore disponibilidade do aluno.


Mês
                                     Atividades
07 de Abril
Dia Mundial da Saúde: Compreender conceitos e procedimentos básicos sobre atividade física, exercício, saúde e qualidade de vida e como eles se relacionam.
*Participar de um programa de exercícios físicos. 
*Identificar práticas para se ter uma boa higiene pessoal e coletiva.
*Analisar de maneira crítica as desvantagens de se ter uma má alimentação.
*Mostrar a importância do saneamento básico em áreas habitadas.
Segundo aspectos contidos nos PCNs (2001), na infância, os alunos podem verificar que, sob orientação de um adulto, são capazes de cuidar da sua higiene. Ressalta-se ainda que, é na infância que se dá inicio a tomada de consciência acerca do esquema geral do corpo. Neste contexto, com embasamento nos conteúdos de ciências naturais contidos nos PCNs, pretende-se trabalhar aspectos que envolvem a formação a cerca da higiene pessoal em crianças da Educação Infantil.
08 de Abril
Dia Mundial do Combate ao Câncer: O câncer é a segunda doença que mais mata as pessoas no Brasil, em especial câncer de pele, e a data tem o objetivo de conscientizar as pessoas da importância de consultar sempre médicos e estar sempre cuidando da saúde.
13 de Abril
Dia do Hino Nacional :Como ponto de partida para o desenvolvimento desta "consciência cívica", valorizamos a utilização do Hino Nacional, como ferramenta principal de conhecimento e informação, no processo pedagógico do aluno. Não podemos deixar morrer as nossas tradições. O nosso Hino Nacional é muito grandioso e o mais bonito nos seus sentimentos.
16 de abril
Páscoa
Contribuir para que os alunos possam ampliar os conhecimentos acerca do significado da “Páscoa”.
· Destacar os símbolos da Páscoa e o conceito de cada um;
· Vivenciar, valorizar e respeitar o verdadeiro sentido da Páscoa em sua vida;
Conhecer a origem da Páscoa.
Conscientização do sentido espiritual e comercial em torno da data.
Propor atividades que demonstrem boas ações.

18 de Abril
Dia de Monteiro Lobato :O dia 18 de abril foi instituído como o dia nacional da literatura infantil, em homenagem à Monteiro Lobato. “Um país se faz com homens e com livros”.Essa frase criada por ele demonstra a valorização que dava à leitura e sua forte influência no mundo literário. Portanto daremos enfoque a Monteiro Lobato uma vez que este mês a temática está focada em leitura .
19 de Abril
Dia do Índio :Segundo o PCN, é preciso que o aluno conheça e valorize a pluralidade do patrimônio  sociocultural brasileiro, bem como aspectos socioculturais de outros povos e nações, posicionando-se contra qualquer discriminação baseada em diferenças culturais, de classe social, de crenças, de sexo, de etnia ou outras características individuais e sociais. O Dia do Índio é um resgate a nossa história e das nossas raízes.
Objetivos:
·         Conhecer um pouco da história dos índios;
·         Conhecer, analisar e debater os hábitos e costumes dos indígenas;
·         Refletir sobre a relação: brancos x índios; Estimular a comemoração do dia do índio;
22 de Abril
Descobrimento do Brasil: é preciso relativizar a ideia de que ocorreu um descobrimento a 22 de abril. Na verdade, a data marca a tomada de posse das terras brasileiras pelo reino de Portugal, o que significa a integração do país no contexto da história europeia e global.


  

A PÁSCOA- TEXTO INFORMATIVO
História da Páscoa
Origens do termo, Páscoa entre os judeus e cristãos, a história do coelhinho da páscoa e os ovos de chocolate, significados, importância, formas de comemoração e celebrações, rituais e símbolos
As origens do termo
A Páscoa é uma das datas comemorativas mais importantes entre as culturas ocidentais. A origem desta comemoração remonta muitos séculos atrás. O termo “Páscoa” tem uma origem religiosa que vem do latim Pascae. Na Grécia Antiga, este termo também é encontrado como Paska. Porém sua origem mais remota é entre os hebreus, onde aparece o termo Pesach, cujo significado é passagem.
Entre as civilizações antigas
Historiadores encontraram informações que levam a concluir que uma festa de passagem era comemorada entre povos europeus há milhares de anos atrás. Principalmente na região do Mediterrâneo, algumas sociedades, entre elas a grega, festejavam a passagem do inverno para a primavera, durante o mês de março. Geralmente, esta festa era realizada na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos da antiguidade, o fim do inverno e o começo da primavera era de extrema importância, pois estava ligado a maiores chances de sobrevivência em função do rigoroso inverno que castigava a Europa, dificultando a produção de alimentos.
A Páscoa Judaica
Entre os judeus, esta data assume um significado muito importante, pois marca o êxodo deste povo do Egito, por volta de 1250 a.C, onde foram aprisionados pelos faraós durantes vários anos. Esta história encontra-se no Velho Testamento da Bíblia, no livro Êxodo. A Páscoa Judaica também está relacionada com a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho, onde liderados por Moises, fugiram do Egito. Nesta data, os judeus fazem e comem o matzá (pão sem fermento) para lembrar a rápida fuga do Egito, quando não sobrou tempo para fermentar o pão.
A Páscoa entre os cristãos
Entre os primeiros cristãos, esta data celebrava a ressurreição de Jesus Cristo (quando, após a morte, sua alma voltou a se unir ao seu corpo). O festejo era realizado no domingo seguinte a lua cheia posterior al equinócio da Primavera (21 de março).Entre os cristãos, a semana anterior à Páscoa é considerada como Semana Santa. Esta semana tem início no Domingo de Ramos que marca a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém.
A História do coelhinho da Páscoa e os ovos
A figura do coelho está simbolicamente relacionada à esta data comemorativa, pois este animal representa a fertilidade. O coelho se reproduz rapidamente e em grandes quantidades. Entre os povos da antiguidade, a fertilidade era sinônimo de preservação da espécie e melhores condições de vida, numa época onde o índice de mortalidade era altíssimo. No Egito Antigo, por exemplo, o coelho representava o nascimento e a esperança de novas vidas. Mas o que a reprodução tem a ver com os significados religiosos da Páscoa? Tanto no significado judeu quanto no cristão, esta data relaciona-se com a esperança de uma vida nova. Já os ovos de Páscoa (de chocolate, enfeites, joias), também estão neste contexto da fertilidade e da vida. A figura do coelho da Páscoa foi trazido para a América pelos imigrantes alemães, entre o final do século XVII e início do XVIII.
Símbolos do Páscoa e seus significados : Principais símbolos da Páscoa e o que significam, ovos, coelho, cordeiro, círio pascal e outros símbolos
Coelho da páscoa: simboliza a fertilidade e a esperança de vida nova.
Ovos de Páscoa: assim como o coelho, o simbolismo dos ovos está relacionado com uma nova vida e com a fertilidade.
Cordeiro: Moisés sacrificou um cordeiro em homenagem e agradecimento à Deus pela libertação dos hebreus da escravidão no Egito. Também simboliza, do ponto de vista cristão, Jesus Cristo, que foi crucificado para libertar os homens de seus pecados.
Sinos: são eles que anunciam, nas igrejas católicas, a ressureição de Cristo no domingo de Páscoa. Círio Pascal: é uma vela acessa com as letras gregas "alfa" e "ômega" (início e fim). A luz da vela representa a ressureição de Cristo.
Colomba pascal: criado na Itália, é um pão doce em formato de pomba. A pomba simboliza a paz de Cristo e também a presença do Espírito Santo.
Pão e vinho: simbolizam o corpo e o sangue de Cristo. Jesus repartiu o pão e o vinho com seus discípulos na Última Ceia (Santa Ceia).

                                 SITE: http://www.suapesquisa.com/historia_da_pascoa.htm


Nenhum comentário:

Postar um comentário