Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

quinta-feira, 28 de abril de 2016

GINÁSTICA HISTÓRIADA II

GINÁSTICA HISTÓRIADA II

A FUGA DO PALHAÇO


Era uma vez um palhacinho que estava muito triste. Ele estava cansado de ficar no circo.


Resolveu, então, fugir para uma floresta.


Ele arrumou o cabelo e saiu muito contente pulando que nem sapo (saltar)


Na floresta haviam muitas árvores e o palhacinho ia contornando todas elas. (zig zag)


No meio do caminho o palhacinho teve que atravessar um rio, então ele pegou um barco e saiu remando, remando (remar sentado) 


Quando chegou na outra margem ele encontrou uma enorme pedra atrapalhando seu caminho. O palhacinho começou a empurra-la. Empurrou, empurrou (empurrar) até que ela saiu do caminho.


Mas adiante havia uma cerca bem no lugar onde o palhacinho deveria passar. O que foi que ele fez? Passou por baixo da cerca (rastejar) 


Do outro lado da cerca havia um canguru e o palhacinho resolveu imita-lo. (saltar como um canguru.)


Enquanto ele imitava o bichinho, avistou um passarinho e resolveu imitar um canguru voador 


( pular e bater com os braços)


Mesmo brincando, o palhacinho começou a ficar cansado. Seu pezinho doía e ele resolveu caminhar só com o pé direito para descansar o outro (pular com o pé direito) , depois só com o pé esquerdo (pular com o pé esquerdo).


A noite chegava rápido e o palhacinho cansado começava a ficar com medo. A única coisa que ele queria agora era voltar para o circo.


Ele começou então a voltar pelo mesmo caminho.


Ele contornava as árvores bem devagar pois estava muito cansado. (andar em zig zag bem devagar), sua garganta doía e ele fazia assim (respirar ofegante)


O sono chegava depressa e o palhacinho não conseguia manter os olhos abertos por muito tempo (piscar).


Neste momento ele avistou o circo e começou a ouvir o riso das crianças. 


O palhacinho já não se sentia mais cansado, não tinha medo nem sono. Ele começou a respirar fundo e bem devagar, afinal ele estava em casa. (exercício de respiração).

Nenhum comentário:

Postar um comentário