O Mundo Encantado dos Contos

O Mundo Encantado dos Contos

domingo, 1 de maio de 2011

Aprendendo a conviver na escola

                              Aprendendo a conviver na escola
          
Objetivos:

Reconhecer a importância, compreender, valorizar e utilizar as regras• mínimas de boa convivência.

Vivenciar os valores universais (solidariedade,• respeito, colaboração...).

Interagir com os outros em diferentes grupos e• diferentes situações, relatando suas idéias e respeitando as idéias dos outros.

Dispor-se a buscar soluções pacíficas para os problemas, de forma• individual e coletiva, tanto envolvendo atitudes como conhecimento.

Saber• ouvir os outros em diferentes situações.

Resolver os conflitos sem brigar,• procurando controlar sua impulsividade.

Atuar com mais autonomia nas• atividades habituais e nas interações com o grupo, desenvolvendo as possibilidades de tomar iniciativa e estabelecer relações afetivas e respeitosas.

Colaborar no planejamento e realização das atividades de• grupo, respeitando pontos de vista contrários, articulando seus interesses com os dos outros, assumindo seu papel no grupo e suas responsabilidades.

• Estabelecer relações mais equilibradas e construtivas com os colegas com os colegas, comportando-se de maneira solidária, valorizando as diferenças e rechaçando qualquer tipo de discriminação.
         
        
        











Aprendendo a conviver na escola com boas maneiras
                                              
                                                            ATIVIDADES:

- Trabalho com textos e ou livros diversos que sugerem temas como solidariedade, respeito aos outros, boas maneiras, cooperação, estímulo à sensibilidade e reflexão...-Usar constantemente as frases: “Bom Dia”, “Boa Tarde”, “Obrigado”, “Por Favor”, “Com Licença”
- Jogos e dinâmicas que estimulem a amizade, cooperação e o respeito às diferenças.
- Elaboração de frases e histórias que enfatizem a convivência adequada no grupo.
- Dramatização de situações de conflito que podem surgir na escola, confrontando com a dramatização do que seria a atitude mais adequada para o momento.
_Atividades em grupo e duplas   /  - Manual da Convivência
- Definição das regras de convivência da turma
              - Eu vi uma barata: forma-se um círculo com as crianças. Uma inicia dizendo “ eu vi uma barata Na fulana”Quem estiver a sua direita deverá defender seu amigo dizendo: “ não, na fulana a barata não está. Eu vi foi na beltrana”. O jogo prossegue até que todos sejam chamados
               - Corpo a corpo: os alunos circulam pela sala e na ordem do professor juntam as partes do corpo solicitado: mão 5, braço 3, cabeça 4,...

- A bola da vez: forma-se um círculo com os alunos. Um começa jogando uma bola a um colega e dizendo o seu nome. Este continua o jogo, atirando a bola para o outro e assim por diante.

- Você sabe quem são seus colegas? : folha com perguntas.
- Dança das cadeiras: formam-se dois círculos de crianças, um fora e outro dentro. Os alunos deverão    conversar com o seu colega da frente sobre o que mais gosta de fazer em casa quando não está no colégio. Ao sinal da professora, a roda do meio irá girar uma vez, seguindo a mesma conversa até que todos conversem com todos.

Jogo do nome: cada aluno tira de um saco o nome de um colega. Escreve seu nome, bem grande, numa folha de ofício e procura escrever o maior número de palavras que conhece que começam com a mesma letra.
                 - Dinâmica do Elefante:  Cada criança receberá o desenho de um elefante onde deverá escrever uma palavra que a turma não deverá esquecer até o final do ano.
- Escrever um recadinho para um amigo ( sortear quem escreve para quem).
 Fazer um desenho bem bonito, escrevendo de: e para: ( sortear quem desenha para quem).
- Ursinho: forma-se um círculo. Neste círculo passará um ursinho. Cada criança deverá fazer nele um gesto. Quando todos tiverem terminado, a professora explicará que os alunos deverão fazer o mesmo gesto que fizeram no ursinho no colega da direita.

                 Empresta-me tua casinha? Desenha-se no chão vários círculos ( um a menos que o número de crianças). Cada círculo será ocupado por uma criança. A que ficar sem a casinha deverá chegar a uma criança e dizer: “ empresta-me tua casinha?”. Todas as outras deverão responder: “ pois não!”. Todas saem do seu círculo, trocando de lugar. A que estava fora, deverá buscar um círculo também. Quem ficar sem lugar, recomeça o jogo.
-Bingo humano: Cada criança receberá uma cartela. Após, deverá escolher o seu codinome: formado pelo seu apelido + seu prato predileto. Ao sinal, todos deverão preencher sua cartela com nome dos colegas. -- -Após joga-se bingo com as cartelas. Quem preencher a sua primeiro vence o jogo.

- Jogo do rabisco: joga-se em dupla. Cada uma recebe uma folha. Uma criança inicia um desenho e passa a folha para a outra continuar e assim por diante até terminar o desenho.

-: forma-se um Jogo dos olhos círculo. Quando dois olhares das crianças se cruzarem, elas deverão trocar de lugar. O jogo termina conforme o interesse da turma.

- Autógrafo: Cada aluno recebe uma folha. Deverá conseguir o maior número de autógrafo dos seus colegas.

- Expressão de amizade: forma-se um círculo. Quem começa, olha para o colega da direita e diz “ amo o meu colega com A, porque ele é... ( e diz um adjetivo que comece com a letra A). A jogo prossegue com todas as letras do alfabeto.

- Sinais de trânsito: os alunos deverão, início da aula, colocar uma carinha ao lado do seu nome conforme seu humor.
   -Não se deve, de maneira alguma, tossir, espirrar ou arrotar no rosto dos outros. Se não puder evitar o espirro ou a tosse, deve-se usar um lenço ou fazê-lo sem escândalo;

  -Não se deve falar alto, ou gritar em locais públicos como: rua, supermercados, lojas, cinemas, hospitais, igrejas, etc;

- Respeitar e chamar com respeito, usando “Senhor” ou “Senhora” as pessoas mais velhas;
 
-Ceder lugar no ônibus para pessoas idosas, mulheres grávidas e pessoas deficientes;
 
-Jamais atirar pedras, tocar campainhas, ou promover “bagunça” na rua, ou qualquer lugar público
- No telefone seja educado e não grite e antes de desligar diga: Obrigado, até logo, Boa tarde, etc.
    - Não puxar as pessoas pelas mangas da blusa ou camisa, a fim de fazê-los  prestar atenção a  você
  -Não usar termos como: burro, estúpido, besta, ou palavrões ao se referir ao colega.
 - Não riscar e/ou escrever nas carteiras, paredes ou outros móveis da escola.
  - Usar o banheiro obedecendo as regras de higiene.
 - Pedir permissão para entrar na sala atrasado. Não se fala nem se bebe com a boca cheia.
 










Seguir regras básicas da boa convivência significa respeitar os outros e exigir respeito por si mesmo. As boas maneiras no ambiente escolar são baseadas na demonstração do interesse e da consideração pelas pessoas. O sucesso das pessoas se deve em parte ao fato de saber se comportar em quase todos os ambientes e situações.
Justificativa:
Tendo em vista que todo ser humano desde pequeno deve aprender e conhecer as boas maneiras sabendo como portar-se de maneira educada e inteligente, este projeto pretende ajudar aos pais e  educandos  nesta tarefa.
Objetivo:
• Definir boas maneiras;
• Conhecer e saber aplicar as boas maneiras e cortesia na família, escola, projetos, refeições e vida social.
• Aplicar os princípios de vida cristã, prescritos pela Bíblia.
o Caráter: Educação mostra caráter. Deus criou o homem a Sua imagem e semelhança. Deus é uma pessoa educada.
o Auto-governo: Saber-se comportar-se de maneira correta nos lugares certos, de maneira auto-governada.
o Mordomia: Cuidar bem das boas maneiras aprendidas, aplicando-se constantemente.
o União: Em casa, na Escola, às refeições, devemos estar de acordo em relação às regras estabelecidas, para que vivamos harmoniosamente.
o Individualidade: Regras diferentes para lugares e situações diferentes.
o Semear e Colher: Ao semear atitudes de cortesia, atenção, educação, iremos colher essas mesmas atitudes de respeito para conosco.
o Soberania: Deus nos deu capacidade de tomarmos as decisões de com se comportar, de maneira correta ou não.
o Conscientizar que as boas maneiras são importante para convivência harmoniosa e feliz no meio social.
Desenvolvimento:
• Trabalho com as regras sociais gerais:
 Usar constantemente as frases: “Bom Dia”, “Boa Tarde”, “Obrigado”, “Por Favor”, “Com Licença”;
 Cumprimentar, com cortesia e atenção as pessoas conhecidas que encontrar na rua;
 Estender sempre a mão a quem nos cumprimenta;
 Não se deve, de maneira alguma, tossir, espirrar ou arrotar no rosto dos outros. Se não puder evitar o espirro ou a tosse, deve-se usar um lenço ou fazê-lo sem escândalo;
 Não se deve falar alto, ou gritar em locais públicos como: rua, supermercados, lojas, cinemas, hospitais, igrejas, etc;
 Respeitar e chamar com respeito, usando “Senhor” ou “Senhora” as pessoas mais velhas; No telefone seja educado e verdadeiro, não grite e antes de desligar diga: Obrigado, até logo, Boa tarde, etc.

 Ceder lugar no ônibus para pessoas idosas, mulheres grávidas e pessoas deficientes;
 Jamais atirar pedras, tocar campainhas, ou promover “bagunça” na rua, ou qualquer lugar público;
 Não faça visitas muito longas;
 Não vá constantemente a casa dos vizinhos.
 Trabalho com as regras de “Boas Maneiras” em casa:
 Falar com educação e total respeito com os pais, irmãos e demais parentes, sem jamais gritar ou usar palavrões.
 Não deixar a campainha, interfone, ou telefone tocando por muito tempo.
 Não usar o telefone para passar “trotes” ou fazer brincadeiras indevidas.
 No telefone seja educado e verdadeiro, não grite e antes de desligar diga: Obrigado, até logo, Boa tarde, etc.
 Não contradizer seus pais na frente dos outros, se você tem alguma dúvida pergunte depois a sós.
 Receba as visitas com cortesia, educação e oferecendo o melhor.
 Jamais use de insistência, birra, com os seus pais principalmente na frente de convidados, visitas e amigos.
 Trabalho com as regras na Escola/Projeto:
 Falar com educação e total respeito com os professores e demais funcionários, sem gritar ou usar palavrões.
 Ir para escola/projeto limpo e uniformizado.
 Não correr ou falar alto nos corredores.
 Jamais zombar dos colegas que erram.
 Jamais sair da sala sem permissão dos professores.
 Não interromper de maneira grosseira professores e colegas, levantando a mão quando precisar falar.
                                                                                                                                                         Não puxar as pessoas pelas mangas da blusa ou camisa, a fim de fazê-los prestar atenção a você
 Não usar termos como: burro, estúpido, besta, ou palavrões ao se referir ao colega.
 Não riscar e/ou escrever nas carteiras, paredes ou outros móveis da escola/Projeto.
 Usar o banheiro obedecendo as regras de higiene.
 Pedir permissão para entrar na sala atrasado.
 Trabalho com as regras de “Boas Maneiras” às refeições:
 Não se deve debruçar sobre a mesa.
 Não se fala nem se bebe com a boca cheia.
 Respeitar os horários de refeição.
 Ao cortar os alimentos deve-se ter o cuidado de conservar os braços unidos ao corpo.
 Ao ser convidado para um almoço, jantar, lanche, espere a pessoa que te convidou mostrar seu lugar à mesa.
 Evitar barulho na mastigação e não chupar a sopa da colher.
 Não se deve cuspir no prato pedacinhos de ossos, pedrinhas, espinho de peixe. Para isso usa-se garfo.
Não usar a toalha de mesa como guardanapo.
 Não brincar com garfos ou facas à mesa.
 Não palitar ou limpar os dentes à mesa. Use somente o guardanapo.
 A comida deve ser levada a boca sem que a cabeça se incline  cada bocada.
 Não inclinar-se sobre os pratos servidos à mesa, peça por favor para que passe o prato desejado.
 Recusar algum alimento que lhe for oferecido, com delicadeza, agradecendo em seguida.
 Confecção de placas de sinalização sobre boas maneiras advertindo os alunos.
 Dramatização das regras em situação diversas.
 Confecção de cartazes com desenhos sobre boas maneiras.
 Álbum das boas maneiras.
 Brincadeiras para uso das regras (ex.:casinha, imaginar que estão no recreio da escola, etc.)
 Filmes.
 Dinâmicas diversas.
 Debates:
 Sou uma pessoa educada, as pessoas percebem em mim as boas maneiras?
 Quais as boas maneiras que preciso
§ trabalhar melhor em minha vida?
Sugestões de referências bíblicas a serem trabalhadas:
 Pv. 23:12
§
 Ef. 4:31
§
 Pv. 25:11
§
 Pv. 12: 36
§
§ Ef. 4:29
 Pv. 25: 17
§
 Pv. 26:18-19
§
 Mt. 5:22
§
Culminância
1ª) Um lanche em sala onde os alunos irão praticar as boas maneiras aprendidas durante o Projeto (Sugestão CPV’s).
2ª) “Detetive das Boas Maneiras”
Ação: Na última semana ao término do Projeto, cada aluno sorteará um amigo para policiá-lo durante toda a semana, apontando falhas e sucessos na aplicação que o detetive fez dele (Sugestão MQV’s).
Obs: O professor terá liberdade para escolher a culminância que encaixa melhor para sua turma.
Referência:
HÉLVIA, Alvim Freitas Brito. Pensando com Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário