Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

sábado, 8 de abril de 2017

Trabalhando Musicas na EJA

Secretaria de Educação Cultura e Desporto
Praça 29 de Dezembro nº 57


       Trabalhando Música Na EJA





           Coordenadora :Valdinere Alves dos Santos

                        Cortês , Abril de 2017

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CULTURA E DESPORTO
PRAÇA 29 DE DEZEMBRO Nº 57
MODALIDADE EJA
    TRABALHANDO COM MÚSICA NA EJA
A música faz parte de vários momentos importantes da vida das pessoas: lembra um caso de amor, evoca um  momento de tristeza ou outros felizes, embala o sono e os sonhos, anima, faz chorar, emociona, dá luz às dificuldades, movimenta o corpo, faz dançar, rir, mobiliza, eterniza um momento, ajuda a compreender uma determinada situação, lembra alguém, inspira, mexe com o coração, reequilibra, suaviza, dá saudade. Como seria a vida sem música? A música faz parte da vida da maioria das pessoas. Como não inserir na escola essa forma de arte tão ligada ao cotidiano? Mergulhar na música enquanto “linguagem de expressão e comunicação” significa aumentar o vínculo que as pessoas já têm com ela. Entre jovens e adultos, alguns já sabem cantar uma série de canções, conhecem e sabem reproduzir ritmos, nacionais ou internacionais, sabem dançar. Outros são capazes de tocar um ou outro instrumento musical. Enfim, existe um conhecimento a partir do qual é possível e necessário trabalhar música na educação de jovens e adultos.
No cotidiano, o aluno tem contato com a arte musical como produto. E são grandes suas surpresas quando entra em contato com o processo de criação e ele desvela os mistérios da estrutura musical e seus elementos básicos(melodia, ritmo e harmonia). Isso quer dizer que é possível ampliar, organizar o conhecimento existente, articulá-lo com conhecimentos de outras linguagens da Arte e também de outras áreas. A musicalidade do aluno sempre está presente, e precisa ser aproveitada: para isso, se destaca o trabalho do professor no desenvolvimento da linguagem musical do jovem e do adulto que chegam à escola, muitas vezes manifestando timidez e vergonha para se expor ao cantar diante dos outros. Entretanto, a musicalidade dele está lá, e é somente a partir dela que é possível realizar um trabalho de educação musical autêntico, consistente e sintonizado com suas características pessoais. O professor pode lidar com essas dificuldades e ampliar o repertório musical do aluno, que quase sempre é restrito, aumentando as possibilidades de absorção da arte musical como um todo, se souber equilibrar os três eixos de aprendizagem: fazer artístico, apreciação e contexto histórico.
                               OBJETIVOS DO TRABALHO COM MÚSICA
• Alcançar o desenvolvimento musical, entendendo e praticando os elementos da linguagem musical – ritmo, melodia e harmonia – como meios de expressão e comunicação.
• Desenvolver a percepção auditiva, a imaginação e a memória musical.
• Fazer uso de formas de registro sonoro, convencionais ou não, na grafia e leitura de produções musicais próprias ou de outros.
• Utilizar e cuidar da voz como meio de expressão e comunicação musical.
• Interpretar e apreciar músicas de variados gêneros e estilos construídos pela humanidade no decorrer de sua história, nos diferentes espaços geográficos.
• Pesquisar, explorar e praticar (improvisando, compondo e interpretando) sons de diversas naturezas e procedências.
• Conhecer, apreciar e valorizar as diversas culturas musicais, especialmente as brasileiras, estabelecendo relações entre a música produzida na escola, as veiculadas pelas mídias e as que são produzidas individualmente e/ou por grupos musicais da localidade e região.
• Discutir e refletir sobre as preferências musicais e influências do contexto sociocultural.
• Desenvolver maior sensibilidade e consciência estética diante do meio ambiente sonoro.
• Adquirir conhecimentos sobre profissões e profissionais da área musical.
Fonte  :
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Parâmetros em Ação. Terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental, vol. 2, pp. 137-141. Brasília, SEF, 1999. 
MORAES, J.J. Música da modernidade: origens da música de nosso tempo.

                 A MÚSICA EM SALA DE AULA: SUGESTÃO DE ATIVIDADE

Trabalhar músicas em sala de aula é um ótimo exercício para trabalhar a compreensão textual, a interpretação, a sensibilidade artística e rever determinados conteúdos gramaticais. Eu elaborei uma atividade com a música CIDADÃO, cantando pelo Zé Ramalho. Vejam como ficou:

EXÉRCÍCIOS com MÚSICA sobre CIDADANIA e CIDADE
1-     Porque o personagem da música "Cidadão" não pode entrar nos lugares que ele ajudou a construir?
2-      O personagem da música "Cidadão" é um migrante porque veio do Norte. Porque ele saiu de sua terra?
3-     Porque o personagem da música "Cidadão" só pode entrar na igreja?
4-     O que é cidadania?
5-     O que deve ser feito para que as pessoas sejam "cidadão de fato"?

CIDADÃO - LÚCIO BARBOSA

Tá vendo aquele edifício moço? /Ajudei a levantar
Foi um tempo de aflição/Eram quatro condução
Duas pra ir, duas pra voltar/Hoje depois dele pronto
Olho pra cima e fico tonto/Mas me chega um cidadão
E me diz desconfiado, tu tá aí admirado /Ou tá querendo roubar?

Meu domingo tá perdido /Vou pra casa entristecido
Dá vontade de beber /E pra aumentar o meu tédio
Eu nem posso olhar pro prédio /Que eu ajudei a fazer

Tá vendo aquele colégio moço? /Eu também trabalhei lá
Lá eu quase me arrebento /Pus a massa fiz cimento
Ajudei a rebocar /Minha filha inocente /Vem pra mim toda contente
Pai vou me matricular /Mas me diz um cidadão
Criança de pé no chão /Aqui não pode estudar
Esta dor doeu mais forte /Por que que eu deixei o norte
Eu me pus a me dizer /Lá a seca castigava mas o pouco que eu plantava
Tinha direito a comer
  Tá vendo aquela igreja moço?/Onde o padre diz amém
  Pus o sino e o badalo /Enchi minha mão de calo
Lá eu trabalhei também /Lá sim valeu a pena

Tem quermesse, tem novena /E o padre me deixa entrar
Foi lá que cristo me disse /Rapaz deixe de tolice /Não se deixe amedrontar

Fui eu quem criou a terra /Enchi o rio fiz a serra
Não deixei nada faltar /Hoje o homem criou asas
E na maioria das casas /Eu também não posso entrar

6-     Quais os versos que expressam o problema urbano da insegurança pública e desconfiança nas pessoas?
7-     Em que momento o nortista sente mais dor?
8-     Por que o cidadão diz que a criança não pode estudar na escola?
9-     Qual a profissão do nortista antes de ser pedreiro? Que verso revela isso?
10- Cristo consola o nortista, mas faz uma crítica aos homens. De que se trata?
11- O que poderia significar a expressão “ Hoje o homem criou asas”?
12- O nortista chama seus opressores de cidadãos. Isso significa que ele não sabe os nomes desses indivíduos, mas cidadãos também pode significar uma crítica presente nessa letra. Que crítica ou críticas são essas?

13- O eu-lírico usa a linguagem das massas, do povo. Transcreva um verso que comprove essa fala.


14- A música retrata o drama do imigrante nortista/nordestino.Quais os problemas que trabalhador braçal encontra na cidade grande?

15- Como se classifica o temo “moço”:


a)      Sujeito   b) aposto    c) vocativo

16- Transcreva do texto:

a)      Os pronomes:          b)      Os advérbios:


Assum Preto  (   Luíz Gonzaga  )


Tudo em vorta é só beleza
Sol de Abril e a mata em frô
Mas Assum Preto, cego dos óio
Num vendo a luz, ai, canta de dor (bis)

Tarvez por ignorança
Ou mardade das pió
Furaro os óio do Assum Preto
Pra ele assim, ai, cantá de mió (bis)

Assum Preto veve sorto
Mas num pode avuá
Mil vez a sina de uma gaiola
Desde que o céu, ai, pudesse oiá (bis)

Assum Preto, o meu cantar
É tão triste como o teu
Também roubaro o meu amor
Que era a luz, ai, dos óios meus
Também roubaro o meu amor
Que era a luz, ai, dos óios meus




                 INTERPRETAÇÃO

A música "Assum preto" fala sobre a época de chuva, quando as árvores estão com flores e o Nordeste se alegra com o canto dos pássaros. Mas tem um em especial que canta de dor, esse é o Assum Preto que teve seus olhos furados para voltar a cantar. Parou de cantar quando ficou sem seu amor, de tristeza se encheu, não quis mais cantar, e "Tarvez por ignorança  Ou mardade das pió" cometeram tal ato cruel.  O Assum não pode mais voar, preferiria viver "na gaiola" com sua visão do que livre sem ela.  Essa música, fala também, da lamentação por um amor que foi roubado, ela era a luz dos seus olhos, ele ficou como o Assum cego pelo amor perdido e cantam juntos de tristeza.
1º) Vamos reescrever o texto utilizando a linguagem formal
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2º ) Tire do texto 5 palavras que tem duas sílabas
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
3º)Assum Preto se refere a ?
(       )  pássaro (      )   arara (     )  animal feroz
4º) Escreva palavras que se iniciam com as letras pedidas abaixo :
A ___________________________________
R_____________________________________
V_____________________________________
5º Quem é o autor  da música ?
______________________________________
6º )  Luiz Gonzaga era considerado o rei de que ?__________________________________


Leia a letra da música Último Pau de Arara, de Luiz Gonzaga, para responder às questões 
1, 2 e 3.



A vida aqui só é ruim
Quando não chove no chão
Mas se chover dá de tudo
Fartura tem de porção
Tomara que chova logo
Tomara, meu Deus, tomara
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara
Enquanto a minha vaquinha
Tiver o couro e o osso
E puder com o chocoalho
Pendurado no pescoço
Eu vou ficando por aqui
Que Deus do céu me ajude
Quem sai da terra natal
Em outro canto não pára
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara



Agora, responda às perguntas a seguir:



A letra da música retrata a situação de uma pessoa que mora em uma das regiões do Brasil.
­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­____________________________________________________________________________________________________________________________________

A região destacada na letra da música é o Nordeste brasileiro.

a) Em qual das sub-regiões é a vida é difícil em virtude do problema destacado na letra da música de Luiz Gonzaga.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



De acordo com a letra da música, qual é o motivo para que a vida seja ruim em Cariri?

------------------------------------------------------------------------------------------------------------






Pau de Arara

Quando eu vim do sertão,
seu môço, do meu Bodocó
A malota era um saco
e o cadeado era um nó
Só trazia a coragem e a cara
Viajando num pau-de-arara
Eu penei, mas aqui cheguei (bis)

Trouxe um triângulo, no matolão
Trouxe um gonguê, no matolão
Trouxe um zabumba dentro do matolão
Xóte, maracatu e baião
Tudo isso eu trouxe no meu matolão
____________________
Autor: Luiz Gonzaga

Baião: é um ritmo de dança popular da região Nordeste do Brasil, derivado de um tipo de lundu, denominado "baiano", de cujo nome é corruptela.
Bodocó:é um município brasileiro do estado de Pernambuco.
Gonguê: instrumento formado por uma campânula de ferro e um cabo que serve de apoio. Tem o formato aproximado de um sino de ponta a cabeça ou um agogô de uma só boca. As frases rítmicas do gonguê são geralmente formadas por contratempos e sincopas com grande liberdade de improviso.
Matolão: tipo de bolsa de couro, em que os sertanejos conduzem roupa e utensílios de viagem.
Maracatu: é um ritmo musical, conhecido como Baque virado. É caracterizado principalmente pela percussão forte, em ritmo frenético, que teve origem nas congadas, cerimônias de coroação dos reis e rainhas da Nação negra.
Pau de arara: é o nome dado a um meio de transporte irregular, e ainda utilizado no Nordeste do Brasil. Consiste em se adaptar caminhões para o transporte de passageiros, constituindo-se em substituto improvisado para os ônibus convencionais. usa-se também para vender frutas.
Triângulo: é um instrumento musical idiofone de percussão feito de metal e usado no folclore português e também em algumas músicas brasileira, como o forró.
Xote: (também escrito xótis, chóte ou chótis) é um ritmo musical binário ou quaternário e uma dança de salão de origem centroeuropeu. É um ritmo/dança muito executado no forró.

Zabumba: Tambor de pranchas de madeira, no formato de caixas cilíndricas, de médias e grandes dimensões e sonoridade grave, sendo tocado por varetas, macetas ou baquetas, muito usado para marcar o ritmo em determinados gêneros musicais. O som é característico dos ritmos principais baião, xaxado e xote.



Último Pau de  Arara    (Fagner )

A vida aqui só é ruim
Quando não chove no chão
Mas se chover dá de tudo
Fartura tem de montão
Tomara que chova logo
Tomara meu Deus, tomara.
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara

Enquanto a minha vaquinha
Tiver o couro e o osso
E puder com o chacoalho
Pendurado no pescoço
Vou ficando por aqui
Que Deus do céu me ajude
Quem sai da terra natal
Em outro canto não pára
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara
Só deixo o meu Cariri
No último pau-de-arara

Enquanto a minha vaquinha
Tiver o couro e o osso
E puder com o chacoalho
Pendurado no pescoço
Vou ficando por aqui



ATIVIDADE QUE O GRUPO IRÁ APLICAR.


RESPONDA AS QUESTÕES DE ACORDO COM A LETRA DA MÚSICA.

1-  O QUE SIGNIFICA PARA VOCÊ PAU DE ARARA?
_________________________________________________________________________________________

2-      A PALAVRA CARIRI RETRATA.

(       )  A CIDADE QUE ELE MORA.    (       ) A CIDADE QUE VAI MORAR.


3-      QUANDO O AUTOR  FALA QUE SUA VAQUINHA TÁ SÓ O CORO E O OSSO E PUDER COM O CHOCOALHO NO PESCOÇO, ELE SE REFERE A:

(       )   A SECA      (       )  A ESTAÇÃO DE CHUVA.


4-      ESTA FRASE DEFINE O CONCEITO DE:” QUE DEUS DO CÉU ME AJUDE, QUEM SAI DA TERRA NATAL, EM OUTRO CANTO NÃO PARÁ”

(        )  IMIGRANTES     (        )  MIGRANTES

5- ESSA MÚSICA RETRATA A QUESTÃO DA REGIÃO:

  (         )    NORTE     (         ) NORDESTE


 Atividade Música Asa Branca


                             Asa Branca
                                                      
               Quando olhei a terra ardendo
               como fogueira de São João.
               Eu perguntei, a Deus do céu,
               por quê tamanha judiação!

               Que braseiro, que fornalha,
               nem um pé de plantação.
               Por falta d´água,
               perdi meu gado
               morreu de sede meu alazão.

              Até mesmo Asa branca
              bateu asas de sertão.
              Então eu disse, adeus Rosinha
              guarda contigo meu coração.

              Hoje longe muitas léguas
              numa triste solidão.
              Espero a chuva cair de novo
              pra mim vortá pro meu sertão.

              Quando o verde dos teus olhos 
              Se espalhar
              na prantação.
              Eu te asseguro,
              num chore não, viu?
              Que eu voltarei, viu,
              meu coração

 O Retorno da Asa Branca

Já faz três noites que pro norte relampeia
A asa branca ouvindo o ronco do trovão
Já bateu asas e voltou pro meu sertão
Ai, ai, ai, eu vou-me embora, vou cuidar da plantação Já bateu asas e voltou pro meu sertão Ai, ai, ai, eu vou-me embora, vou cuidar da plantação

A seca fez eu desertar a minha terra
Mas felizmente Deus agora se “alembrou”
De mandar chuva pra esse sertão sofredor Sertão das “muié séria”
dos “hometrabaiadô”
De mandar chuva pra esse sertão sofredor
Sertão das “muié séria”
dos“hometrabaiadô”

Rios correndo as cachoeiras tão zoando
Terra molhada mato verde que riqueza
E a asa branca tarde canta que beleza
Ai, ai, ai, o povo alegre mais alegre a natureza E a asa branca tarde canta que beleza Ai, ai, ai,
o povo alegre mais alegre a natureza

Revendo a chuva
me “arrecordo” de Rosinha
A linda flor do meu sertão pernambucano E se a safra não atrapalhar meus planos
Que é que há seu vigário
Vou casar no fim do ano

Com base nos textos I e II é correto afirmar que:
a- Ambos tratam da seca como algo  sem importância      
b- Apresentam conceitos opostos em relação a seca
c- Ambos associam a seca  como  privilégios e superficialidade
d- Focalizam dois temas distintos um do outro
e- No texto I trata sobre a seca  que assola o nordestina e no texto II trata do retorno do retirante e de sua nova vida no Nordeste
Que tipo de linguagem o autor utiliza ? 
Vamos conversar  sobre o texto

a)            Como Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira descreveram a natureza nordestina?
b)  De que forma o clima nordestino influenciou o comportamento do narrador e de   Rosinha?
2-      O que diz o texto? 
a)      Por que o compositor comparou a terra a uma grande fogueira de São João?
b)      O que a falta d’água provocou no sertão?
c)       Pelo que você entendeu do texto, o que é asa branca?
3-      Agora é com você! 
a)      Na sua opinião, o que o compositor pretende ao falar da realidade de sua  região em uma música?
b)    Que tipo de música você mais gosta de ouvir? Explique por que você prefere esse tipo de música.
Analisando a canção asa branca

Qual o tema da música? Qual a promessa que o homem faz a sua amada?
Qual o significado de asa branca?No texto o compositor faz um lamento ao criador, descreva-o.
Que tipo de êxodo rural ocorre no nordeste devido à seca?
O que significa êxodo rural?Qual o motivo do êxodo rural no nordeste?
Qual a conseqüência para as grandes cidades  do êxodo rural?
Qual o papel da mulher na musica asa branca?O que é patriotismo?
Retire da canção a passagem que estabelece esta relação?
Descreva o conceito de seca?
Em sua opinião o homem contribui no processo da seca?
Retire do texto uma comparação?
Escreva  algumas soluções para o problema da seca no nordeste.
O problema da seca tem influência política. Justifique sua resposta
Que tipo de linguagem o autor utiliza?



Asa Branca   Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira

Quando oiei a terra ardendo
Qual fogueira de São João
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação(2x)
Que brasero, que fornaia
Nem um pé de prantação
Por farta d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão (2x)
inté mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
Entonce eu disse adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração(2x)
Hoje longe muitas léguas
Numa triste solidão
Espero a chuva cair de novo
Para mim vortá pro meu sertão(2x)
Quando o verde dos seus oios
Se espaiá na prantação
Eu te asseguro
Não chores não, viu?
Que eu vortarei, viu meu coração. (2x)

1- Responda: 

I – O que a falta d’água provocou no sertão?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2- Como os autores descreveram a natureza nordestina?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
3- Observe estas palavras da linguagem popular nordestina e as escreva na linguagem formal: 
oiei:
entonce:
brasero:
fornaia:
prantação:
vortá:
inté:
oios:
espaiá:
vortarei:

4- Assinale com um (X) a alternativa correta: 
I- Os autores comparam a terra a uma grande fogueira de São João por que:
a) ( ) A terra (o solo) está pegando fogo
b) ( ) As fontes de água secaram, o sol está muito quente e a plantação morreu.
c) ( ) Tem água para todos
II- Nos versos: “inté mesmo a asa branca, Bateu asas do sertão,” asa branca é:
a) (           ) o rapaz        b) (          ) uma ave              c) (           ) uma moça
III- Nos versos: “Eu perguntei a Deus do céu, ai, Por que tamanha judiação”, os autores se referem a:
a) (            ) a falta de atenção dos políticos brasileiros ao povo daquela região
b) (            ) a vontade de judiar do nordestinos c) (      ) a falta de amor dos nordestinos
5- Análise gramatical:
I- A letra da música “Asa Branca” tem:
a)(           ) 6 estrofes b)(        ) 4 estrofes    c)(      ) 5 estrofes 
6- Copie do texto:
a) Estrofe que você mais gostou
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
     Atividade sequenciada EJA - Asa Branca



Música :     LUIZ GONZAGA
QUANDO OLHEI A TERRA ARDENDO
QUAL A FOGUEIRA DE SÃO JOÃO
EU PERGUNTEI A DEUS DO CÉU, AI
POR QUE TAMANHA JUDIAÇÃO
EU PERGUNTEI A DEUS DO CÉU, AI
POR QUE TAMANHA JUDIAÇÃO
QUE BRASEIRO, QUE FORNALHA
NEM UM PÉ DE PLANTAÇÃO
POR FALTA D'ÁGUA PERDI MEU GADO
MORREU DE SEDE MEU ALAZÃO
POR FARTA D'ÁGUA PERDI MEU GADO
MORREU DE SEDE MEU ALAZÃO
ATÉ MESMO A ASA BRANCA
BATEU ASAS DO SERTÃO
ENTÃO EU DISSE, ADEUS ROSINHA
GUARDA CONTIGO MEU CORAÇÃO
ENTÃO EU DISSE, ADEUS ROSINHA
GUARDA CONTIGO MEU CORAÇÃO
HOJE LONGE, MUITAS LÉGUAS
NUMA TRISTE SOLIDÃO
ESPERO A CHUVA CAIR DE NOVO
PRA MIM VOLTAR PRO MEU SERTÃO
ESPERO A CHUVA CAIR DE NOVO
PRA MIM VOLTAR PRO MEU SERTÃO
QUANDO O VERDE DOS TEUS OLHOS
SE ESPALHAR NA PRANTAÇÃO
EU TE ASSEGURO NÃO CHORE NÃO, VIU QUE EU VOLTAREI, VIU
MEU CORAÇÃO
EU TE ASSEGURO NÃO CHORE NÃO, VIU QUE EU VOLTAREI, VIU
MEU CORAÇÃO
ATIVIDADE SEQUENCIADA:



1.   RECORTE E ORDENE AS FRASES DA MÚSICA NO CADERNO


POR QUE TAMANHA JUDIAÇÃO
QUAL A FOGUEIRA DE SÃO JOÃO
EU PERGUNTEI A DEUS DO CÉU, AI
QUANDO OLHEI A TERRA ARDENDO

2.  Complete as frases  de acordo com a música:

QUANDO O ________________
DOS TEUS OLHOS
SE ESPALHAR NA ___________________
EU TE ASSEGURO NÃO ____________ NÃO, VIU QUE EU ____________________, 
VIU  MEU __________________.

3.  FORME FRASES COM AS PALAVRAS:
ALAZÃO-_______________________
CORAÇÃO- ____________________

4.  ORGANIZE AS PALAVRAS NA ORDEM ALFABÉTICA:
·         GADO
·         MORREU
·         BRANCA 
·         ASA
·         VERDE 
·         JUDIAÇÃO
·         DEUS
·         CÉU


    Atividades   - Para ler e cantar

     TENTE OUTRA VEZ (Raul Seixas)
    
     VEJA!
     NÃO DIGA QUE A CANÇÃO ESTÁ PERDIDA
     TENHA FÉ EM DEUS TENHA FÉ NA VIDA
     TENTE OUTRA VEZ!...
     BEBA! POIS A ÁGUA VIVA AINDA TÁ NA FONTE
     VOCÊ TEM DOIS PÉS PARA CRUZAR A PONTE
     NADA ACABOU! NÃO, NÃO, NÃO,NÃO,NÃO,NÃO! TENTE
     LEVANTE SUA MÃO SEDENTA E RECOMECE ANDAR
     NÃO PENSE QUE A CABEÇA AGUENTA SE VOCÊ PARAR
     NÃO!NÃO!NÃO!NÃO!NÃO!NÃO!
     HÁ UMA VOZ QUE CANTA
     UMA VOZ QUE DANÇA
     UMA VOZ QUE GIRA
     BAILANDO NO AR. UH, HU,HU!QUEIRA
     BASTA SER SINCERO E DESEJAR O PROFUNDO
     VOCÊ SERÁ CAPAZ DE SACUDIR O MUNDO VAI!
     TENTE OUTRA VEZ! TENTE
     E NAO DIGA QUE A VITÓRIA ESTÁ PERDIDA
     SE É DE BATALHAS QUE SE VIVE A VIDA
     TENTE OUTRA VEZ!

 Estudando a música:
1) Encontre, no dicionário o significado da palavra sedenta e tente explicar   o sentido dela na música.


2) Explique as frases, expressões:
     
 a)...a água viva ainda está na fonte..

 Trabalhando Texto Musical
Bom Xibom  Xibom Bom Bom  (As meninas)

Bom Xibom Xibom Bom Bom  Bom Xibom Xibom Bom Bom
Bom Xibom Xibom Bom Bom   Bom Xibom Xibom Bom Bom

Analisando essa cadeia hereditária
Quero me livrar dessa situação precária. ( bis )
Onde o rico cada vez fica mais rico,
E pobre cada vez fica mais pobre,
E o motivo todo mundo já conhece,
É que o de cima sobe e o debaixo desce. (bis)
                    Refrão
Mas eu só quero educar meus filhos,
Tornar um cidadão com muita dignidade.
Eu quero viver bem, quero me alimentar
Com grana que eu ganho Não dá nem pra melar.
E o motivo todo mundo já conhece,
É que o de cima sobe e o debaixo desce. (bis)
                       Refrão
01.  Esta música se refere a um seríssimo problema brasileiro. Que problema é esse?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
a) cadeia  :______________________________________________________________________          

b) hereditária ____________________________________________________________________________  
c) precária  ______________________________________________________________________________
d) cidadão  ______________________________________________________________________________
e)dignidade___________________________________________________________________________

03. De acordo com o significado das palavras que você encontrou, responda:

a)Explique a qual cadeia hereditária a música se refere.________________________________
b)Por que vivemos numa situação precária?__________________________________
c)Qual motivo que todo mundo já conhece em que o rico sobe e o pobre desce?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
a)      Você acha que o povo brasileiro é um verdadeiro cidadão? Por quê?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 Explique com suas palavras, o verso: “Com a grana que eu ganho não dá nem pra melar”:
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
04. A maioria da população do Brasil recebe salário mínimo, que hoje é de R$ ,00. Você acha que com esse salário uma família tem condições de viver com dignidade?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
05. Para você o que precisa ser feito para reverter esta situação precária em que o Brasil se encontra?
06. O que você pode fazer para ajudar o Brasil combater esta desigualdade social?
07. O que a família deve fazer para educar seus filhos para se tornarem cidadãos com dignidade?
08. Para você, como a escola pode ajudar na formação de um cidadão?
09. Atualmente, veja como está tabela de alguns salários:
1. R$ ,00 – doméstica __________________________________________________________________              
 2. R$ ,00 – professor__________________________________________________________________
3. R$ ,00 – engenheiro_________________________________________________________________              
4. R$ ,00 – deputado___________________________________________________________________
5. R$, 00-   vereador ___________________________________________________________________
a) Você acha justa esta diferença salarial? Por quê ?
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) Você acha que o salário que uma pessoa recebe é sempre compatível com o seu trabalho? E no caso da tabela acima?  Explique :
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
c) O que precisamos para termos melhores salários, ou seja, salários dignos?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
d) Em sua opinião, quanto você deveria ganhar para viver com  dignidade?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
e) Para você, o que é viver com dignidade?

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

10. Crie situações problemas matemáticos com a tabela de salários acima
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
11. O que é greve?____________________________________________

12. Quais são os motivos que levam os trabalhadores a fazer a greve ? __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
13. Você acha certo que o trabalhador faça greve para reivindicar os seus direitos? Por quê?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
14. Quais são as conseqüências de um movimento grevista.
a) Para o operário?       _______________________________________________________________________    
b)E para o patrão?   __________________________________________________________________________
c) E para a população?___________________________________________
15. O que é democracia ? _______________________________________________________________
16. Você vive em país democrático? Por quê ? _______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
17. Consulte o dicionário e descubra qual a diferença entre autoritarismo e autoridade.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
18. Pegue uma letra de música, cujo tema esteja relacionado à realidade do Brasil e faça no mínimo dez questões de interpretação estabelecendo a relação entre a música e a realidade brasileira. Fazer em grupo de 3 pessoas.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 COMIDA  (TITÃS)

Bebida é água /Comida é pasto
Você tem sede de quê? Você tem fome de quê?
A gente não quer só comida
A gente quer comida, diversão e arte
A gente não quer só comida
A gente quer saída para qualquer parte
A gente não quer só comida
A gente quer bebida, diversão, balé
A gente não quer só comida
A gente quer a vida como a vida quer
Bebida é água /Comida é pasto
Você tem sede de quê? Você tem fome de quê?
A gente não quer só comer
A gente quer comer, quer fazer amor
A gente não quer só comer
A gente quer prazer pra aliviar a dor
A gente não quer só dinheiro
A gente quer dinheiro e felicidade
A gente não quer só dinheiro
A gente quer inteiro e não pela metade.
                                                (Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer e Sérgio Brito)

1-Com orientação do(a) professor(a) de Português, resolva:
a)Justifique o título da música.
b)Qual é a principal “fome” humana? E quais as “causas” da fome?
c)O povo brasileiro tem fome de quê?
d)Você acredita que o dinheiro traz felicidade?
e)Você acha que o prazer pode aliviar a dor? Por quê? Exemplifique.
f)O que “a gente quer por inteiro e não pela metade”?
g)Qual a diferença entre a gente e agente?
h)Explique e exemplifique o emprego do que, quê, porque, porquê, por que, por quê.
i)Como está sendo tratada a questão da fome no Brasil ? Produza um texto com informações que você coletou e refletindo sobre a charge de Jorge Braga que saiu no Jornal O Popular no mês de março de 2003
Siga as seguintes instruções:
-Pesquise informações sobre o assunto;
-Faça um esquema selecionando as informações que você utilizará no seu texto;
-Observe para que seu texto,as idéias sejam organizadas com começo, meio e fim, facilitando a coesão e a coerência do mesmo;
-Utilize parágrafos curtos, linguagem mais simples e consulte o dicionário e/ou gramática em caso de dúvidas;
-Faça revisão do seu texto, amplie, retire ou substitua algum termo ou expressão para que ele possa ficar ainda melhor.
-Passe-o a limpo e sucesso.
2-Com a orientação do(a) professor(a) de ciências, responda:
a)O que é desnutrição?
b)Que consequências a desnutrição traz à saúde do ser humano?
c)Que medidas estão sendo tomadas para combater a desnutrição no Brasil?

d)Faça uma relação de alimentos mais utilizados ou indicados para acabar com a desnutrição de um ser humano. Não se esqueça de relatar as propriedades nutritivas de cada alimento relacionado.

e)Explique o que é uma alimentação balanceada.

3-Com orientação do(a) professor(a) de geografia, faça:
a)Pesquise em jornais e/ou revistas reportagens que tenham como tema a fome ou a desnutrição no Brasil. Recorte-as, ou fotocopie-as e monte um painel de informações na sua sala.
b)Faça a localização, no mapa do Brasil, das áreas em que a população mais sofre com a desnutrição.
c)A agricultura brasileira é riquíssima. Relacione os produtos agrícolas (grãos) que formam a safra recorde deste ano.
d)Explique que é e como funciona a pecuária no Brasil?
4-Com orientação do(a) professor(a) de história, responda:
a)Estabeleça a diferenças entre países desenvolvidos e países subdesenvolvidos.
b)A fome predomina nos países desenvolvidos ou subdesenvolvidos? Por quê?
c)Quais os países do mundo que têm a fome e/ou a desnutrição com índices alarmantes? Faça um breve relato histórico destes países e apresente para a turma.

5-Com orientação do(a) professor(a) de matemática, realize:

a)Faça uma lista dos nomes dos produtos que compõem a cesta básica de alimentos do Brasil. Faça a cotação de preço destes produtos em três supermercados diferentes de sua cidade e estabeleça o valor de toda a cesta básica.
b)Com base nos cálculos obtidos na pesquisa, calcule a porcentagem do salário mínimo que uma pessoa gastaria para adquiri a cesta básica.
c)Como o próprio nome diz, a cesta é básica, que outros produtos você acrescentaria à relação para que uma pessoa possa se alimentar bem e ter boa saúde. Qual o valor destes produtos? Com este acréscimo, quanto passa a custar a cesta?
d)Assim, um salário mínimo é suficiente para uma pessoa viver bem? Lembrando que não é só a alimentação que é essencial para a sobrevivência humana. E que a cesta é familiar.
6-Com orientação do(a) professor(a) de educação física:

a)Relate os danos que a desnutrição causa à saúde física e mental de um ser humano.
b)Faça um cardápio semanal para uma pessoa que quer manter a forma e ter uma boa saúde.
7-Com orientação do(a) professor(a) de inglês escreva:
a)Um breve texto, dissertando sobre a fome na vida das pessoas.
8-Com orientação do(a) professor(a) de artes, crie:
a)Cartazes retratando a fome no país e cartazes retratando a rica alimentação que o Brasil possui, montando um painel com estes contrastes.



Conquistando o Impossível
Jamily
 
Acredite, é hora de vencer
Essa força vem De dentro de você
Você pode Até tocar o céu se crer

Acredite que nenhum de nós
Já nasceu com jeito Pra super-herói Nossos sonhos A gente é quem constrói

É vencendo os limites
Escalando as fortalezas
Conquistando o impossível
Pela fé

Campeão, vencedor
Deus dá asas, faz teu vôo
Campeão, vencedor
Essa fé que te torna imbatível
Te mostra o teu valor

Acredite que nenhum de nós
Já nasceu com jeito
Pra super-herói
Nossos sonhos
A gente é quem constrói



É vencendo os limites
Escalando as fortalezas
Conquistando o impossível
Pela fé

Campeão, vencedor
Deus dá asas, faz teu vôo
Campeão, vencedor
Essa fé que te faz imbatível
Te mostra o teu valor

Tantos recordes
Você pode quebrar
As barreiras Você pode ultrapassar
E vencer

Campeão, vencedor
Deus dá asas, faz teu vôo
Campeão, vencedor
Essa fé que te faz imbatível
Te mostra o teu valor



Deus Cuida de Mim
Kleber Lucas

Eu preciso aprender um pouco aqui Eu preciso aprender um pouco ali
Eu preciso aprender mais de Deus Porque ele é quem cuida de mim Se uma porta se fecha aqui Outras portas se abrem ali

Eu preciso aprender mais de Deus Porque ele é quem cuida de mim Deus cuida de mim Deus cuida de mim na sombra das suas asas
Deus cuida de mim, eu amo a sua casa E não ando sozinho não estou sozinho
Pois sei: Deus cuida de mim Deus cuida de mim na sombra das suas asasDeus cuida de mim, eu amo a sua casa
E não ando sozinho não estou sozinho Pois sei: Deus cuida de mim.Se na vida não tem direção É preciso tomar decisão
Eu sei que existe alguém que me ama Ele quer me dar a mão Se uma porta se fecha aqui Outras portas se abrem ali
Eu preciso aprender mais de Deus Porque ele é quem cuida de mim Deus cuida de m

Faz Um Milagre Em Mim
Como zaqueu eu quero subir
O mais alto que eu puder
Só pra Te ver, olhar para Ti
E chamar sua atenção para mim
Eu preciso de Ti Senhor
Eu preciso de ti o pai
Sou pequeno demais
Me dá a tua paz
Largo tudo pra Te seguir

Entra na minha casa, entra na minha vida 
Mexe com minha estrutura, sara todas as feridas
Me ensina a ter santidade
Quero amar somente a Ti
Porque o Senhor é meu bem maior
Faz um milagre em mim


  


Sou Um Milagre  (Voz da Verdade)

Nunca houve noite que pudesse impedir O nascer do sol e a esperança 
E não há problema que possa impedir As mãos de Jesus pra me ajudar 
Haverá um milagre dentro de mim
Vem descendo um rio pra me dar a vida 
Este rio que emana lá da cruz, do lado de Jesus
Aquilo que parecia impossível
Aquilo que parecia não ter saída 
Aquilo que parecia ser minha morte 
Mas Jesus mudou minha sorte
Sou um milagre e estou aqui

Usa-me, sou o teu milagre
Usa-me, eu quero te servir Usa-me,
 sou a tua imagem Usa-me, ó filho de Davi

Ressuscita-me Aline Barros
 
Mestre, eu preciso de um milagre
Transforma minha vida, meu estado Faz tempo que eu não vejo a luz do dia Estão tentando sepultar minha alegria
Tentando ver meus sonhos cancelados

Lázaro ouviu a Sua voz
Quando aquela pedra removeu
Depois de quatro dias ele reviveu
Mestre, não há outro que possa fazer 
Aquilo que só o 
Teu nome tem todo poder 
Eu preciso tanto de um milagre

Remove a minha pedra
Me chama pelo nome
Muda a minha história
Ressuscita os meus sonhos
Transforma a minha vida
Me faz um milagre
Me toca nessa hora
Me chama para fora
Ressuscita-me

Mestre, eu preciso de um milagre
Transforma minha vida, meu estado Faz tempo que eu não vejo a luz do dia Estão tentando sepultar minha alegria
Tentando ver meus sonhos cancelados
Lázaro ouviu a Sua voz
Quando aquela pedra removeu
Depois de quatro dias ele reviveu
Mestre, não há outro que possa fazer 
Aquilo que só o Teu nome tem todo poder 
Eu preciso tanto de um milagre


Remove a minha pedra
Me chama pelo nome
Muda a minha história
Ressuscita os meus sonhos
Transforma a minha vida
Me faz um milagre
Me toca nessa hora
Me chama para fora
Ressuscita-me

Tu És a própria vida
A força que há em mim
Tu És o Filho de Deus
Que me ergue pra vencer


Senhor de tudo em mim
Já ouço a Tua voz
Me chamando pra viver
Uma história de poder

Remove a minha pedra
Me chama pelo nome
Muda a minha história
Ressuscita os meus sonhos
Transforma a minha vida
Me faz um milagre
Me toca nessa hora
Me chama para fora

Remove a minha pedra
Me chama pelo nome
Muda a minha história
Ressuscita os meus sonhos
Transforma a minha vida
Me faz um milagre
Me toca nessa hora
Me chama para fora
Ressuscita-me

 Oração de São Francisco   Fagner

Senhor, fazei-me instrumento da vossa paz Onde houver ódio, que eu leve o amor
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão Onde houver discórdia, que eu leve a união
Onde houver dúvida, que eu leve a fé Onde houver erro, que eu leve a verdade
Onde houver desespero, que eu leve a esperança
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado Compreender do que ser compreendido
Amar que ser amado
Pois, é dando que se recebe
É perdoando que se é perdoado;
E morrendo que se vive
Para a vida eterna

Oração Pela Família
Padre Zezinho

Que nenhuma família comece em qualquer de repente
Que nenhuma família termine por falta de amor
Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente
E que nada no mundo separe um casal sonhador!

Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte
Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois
Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte
Que eles vivam do ontem, do hoje em função de um depois

Que a família comece e termine sabendo onde vai
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor
E que os filhos conheçam a força que brota do amor!

Abençoa, Senhor, as famílias!
Amém! Abençoa, Senhor, a minha também ,
Abençoa, Senhor, as famílias!
Amém! Abençoa, Senhor, a minha também

Que marido e mulher tenham força de amar sem medida
Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão
Que as crianças aprendam no colo, o sentido da vida
Que a família celebre a partilha do abraço e do pão!

Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos
Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois
Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho
Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois

Que a família comece e termine sabendo onde vai
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor
E que os filhos conheçam a força que brota do amor



É Preciso Saber Viver   

Composição: Erasmo Carlos  Roberto Carlos
Quem espera que a vida
Seja feita de ilusão
Pode até ficar maluco
Ou viver na solidão
É preciso ter cuidado
Prá mais tarde não sofrer
É preciso saber viver...
Toda pedra no caminho
Você pode retirar
Numa flor que tem espinhos
Você pode se arranhar
Se o bem e o mau existem
Você pode escolher
É preciso saber viver...
É preciso saber viver!
É preciso saber viver!
É preciso saber viver!
Saber viver!...
Toda pedra do caminho
Você pode retirar
Numa flor que tem espinhos
Você pode se arranhar
Se o bem e o mau existem
Você pode escolher
É preciso saber viver...
É preciso saber viver!
É preciso saber viver!
É preciso saber viver!
Saber viver! Saber viver!...(2x)

Atividades inerentes à música:

1.Que cuidados são necessários para não sofrermos com as desilusões da vida?___________________________________________________________________________________
2.Quais são as pedras que existem em nossos caminhos?
_______________________________________________________________________________________
3. As escolhas são livres. Como podemos escolher o melhor?
_______________________________________________________________________________________
4.Quais as figuras de linguagem utilizadas na segunda estrofe?
_______________________________________________________________________________________
5.Faça uma reflexão sobre a frase: "É preciso saber viver."
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


ESCOLA _________________________________________________DATA:_____/_____/_____
PROF:______________________________________________________TURMA:____________
NOME:________________________________________________________________________
ASA BRANCA


QUANDO OLHEI A TERRA ARDENDO
COM A FOGUEIRA DE SÃO JOÃO
EU PERGUNTEI A DEUS DO CÉU, AI
POR QUE TAMANHA JUDIAÇÃO
EU PERGUNTEI A DEUS DO CÉU, AI
POR QUE TAMANHA JUDIAÇÃO

QUE BRASEIRO, QUE FORNALHA
NEM UM PÉ DE PLANTAÇÃO
POR FALTA D’ÁGUA PERDI MEU GADO
MORREU DE SEDE MEU ALAZÃO
POR FALTA D’ÁGUA PERDI MEU GADO
MORREU DE SEDE MEU ALAZÃO

ATÉ MESMO A ASA BRANCA
BATEU ASAS DO SERTÃO
ENTÃO EU DISSE, ADEUS ROSINHA
GUARDA CONTIGO MEU CORAÇÃO
ENTÃO EU DISSE, ADEUS ROSINHA
GUARDA CONTIGO MEU CORAÇÃO
HOJE LONGE, MUITAS LÉGUAS
NUMA TRISTE SOLIDÃO
ESPERO A CHUVA CAIR DE NOVO
PRA MIM VOLTAR PRO MEU SERTÃO
ESPERO A CHUVA CAIR DE NOVO
PRA MIM VOLTAR PRO MEU SERTÃO
QUANDO O VERDE DOS TEUS OLHOS
SE ESPALHAR NA PLANTAÇÃO
EU TE ASSEGURO NÃO CHORE NÃO, VIU
QUE EU VOLTAREI, VIU
MEU CORAÇÃO
EU TE ASSEGURO NÃO CHORE NÃO, VIU
QUE EU VOLTAREI, VIU
MEU CORAÇÃO


LUIZ GONZAGA E HUMBERTO TEIXEIRA
COMPREENSÃO DE TEXTO

1)      QUAL É O TÍTULO DO TEXTO?
R.: ___________________________________________________________________________
2)      QUAL É O ASSUNTO PRINCIPAL DO TEXTO?
R.: ___________________________________________________________________________
3)      QUEM É O AUTOR DO TEXTO?
R.: ___________________________________________________________________________

4)      QUANTOS VERSOS TEM A MÚSICA?
R.: ___________________________________________________________________________

5)      DE QUANTAS ESTROFES É FORMADO O TEXTO ACIMA?
R.: ___________________________________________________________________________
6)      QUAIS SÃO OS SENTIMENTOS EXPRESSOS NA MÚSICA?
R.: ___________________________________________________________________________

7)      O CONTEXTO DA MÚSICA ASA BRANCA É O QUE OCORRE DURANTE A SECA NO NORDESTE. SEGUNDO O TEXTO, QUAL É A OPÇÃO FEITA POR ALGUMAS PESSOAS DURANTE ESSE PERÍODO?
R.: ___________________________________________________________________________

8)      O TEXTO MOSTRA A REALIDADE DE ALGUNS LOCAIS DO SERTÃO. DE ACORDO COM A MÚSICA AS PESSOAS GOSTAM DE MORAR NO NORDESTE? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA.
R.: ___________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

9)      SE VOCÊ MORASSE NESTA SITUAÇÃO, O QUE FARIA PARA MELHORAR SUAS CONDIÇÕES DE VIDA?
R.: ___________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

10)   FAÇA UMA ILUSTRAÇÃO QUE MOSTRE O CENÁRIO RETRATADO NA CANÇÃO.


PLANETA ÁGUA  (Guilherme Arantes)
Água que nasce na fonte /serena do mundo e que abre um profundo grotão
Água que faz inocente riacho e deságua na corrente do ribeirão.
Águas escuras dos rios que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias e matam a sede da população.

Águas que saem das pedras no véu das cascatas
ronco de trovão e depois dormem tranqüilas
no leito dos lagos (bis)

Águas dos igarapés onde Yara mãe d’água
e misteriosa canção Água que o sol evapora
pro céu vai embora virar nuvens de algodão
gotas de água da chuva alegre arco-íris sobre a plantação
gotas de água da chuva tão triste são lágrimas na inundação

Águas que movem moinhos
são as mesmas águas que encharcam o chão,
e sempre voltam humildes profundo da terra (bis)
Terra, planeta água Terra, planeta água.

Com orientação da professora de Português, responda:
01. Explique o você entendeu da segunda estrofe da música.
02. Explique o que autor quer dizer, quando colocou: Terra, planeta água.
03. Dê o significado das palavras:
a)Igarapé
b)grotão
c)cascatas
04. Crie um texto sobre as conseqüências da falta de água (seca), na vida das pessoas e para o meio ambiente.
05. Você já pensou que a mesma chuva pode ser boa para algumas pessoas e ruins para outras? A chuva pode destruir casas, vidas por causa da inundação (enchentes) e, ao mesmo tempo, beneficiar as plantações que estavam precisando de água. Escolha e cole reportagens de jornais ou revista sobre:
a) Benefícios da chuva;
b) Malefícios da chuva;
Com orientação da professora de Geografia, responda:
06. Da água existente na Terra, 99% não estão disponíveis para uso humano. Qual o órgão responsável pelo saneamento em sua cidade?

07. Pesquise como é tratada a água que você utiliza em sua casa.

08. Você sabe para onde vão os esgotos de sua cidade? Pesquise e explique como ele é tratado e qual a importância desse tratamento para o ser humano.
Com orientação do professor de ciências, responda:
09. A água dos rios poluídos não deve ser usada porque pode causar vários problemas para as pessoas, principalmente doenças. Você conhece algum rio poluído? Você sabe como aconteceu a poluição desse rio? Pesquise.
10. Qual é a importância da água na vida das pessoas? Para que ela serve?
11. Como os seres humanos obtêm a água para o seu consumo e como a devolvem para a Natureza?
12. Sem água não haveria chuva. Você sabe como é que acontece a chuva? Explique com suas palavras o ciclo da água.
13. Você se preocupa em economizar água? Você acha que devemos nos preocupar com isso? Por quê? Tem alguma sugestão de como poderíamos preservar este recurso tão importante?
Com orientação do (a) professor (a) de história:
14. Você sabia que o Brasil detém 17% de toda a água doce superficial do planeta?
Mas 80% da água disponível para uso estão na região amazônica e os 20% restante distribuídos desigualmente pelo restante do país para atender à 95% da população brasileira.
Devido a isso, em muitas regiões do Brasil e do mundo, as populações enfrentam sérios problemas causados pela falta de água.
Isso acontece onde você mora? Você conhece ou já ouviu falar de algum lugar onde é freqüente este tipo de problema?
15. Faça uma pesquisa dos países que mais sofrem por falta de água. Relate como vive a população destes países nos aspectos sociais, econômicos, políticos. Apresente o resultado de sua pesquisa para turma.
16. Pesquise a história dos maiores rios do mundo em extensão (Rio Nilo) e em volume de águas (Rio Amazonas).
17. Explique como ocorre a pororoca.
Com orientação da professora de Artes:
18. Monte um painel ilustrativo do livro literário: A nuvem de Lúcia Pimentel Góis da editora do Brasil. Utilize retalhos de papéis, tecidos, tintas, algodão...
Com orientação do professor de Educação Física:
19. Veja a importância da água na manutenção do corpo humano. Escreva como ocorre a desidratação.
20. Relate como e por que deve-se fazer a reidratação do corpo na pratica de esportes.
Com orientação da professora de matemática:
21. Analise o talão de água de sua casa, faça a leitura de todos os seus dados.
22. Faça uma tabela com os valores das contas de todos os alunos e crie situações problemas envolvendo-as.
Com orientação da professora de inglês:
23. Escreva um breve texto em alerta à preservação da água e monte cartazes propaganda com slogans. Exponha os cartazes com seus colegas.



RINDO À TOA   ( FALAMANSA – TOTÓ )
Tô numa boa, tô aqui de novo Ah, ah, ah, ah, ah
Daqui não saio, Mas eu tô rindo à toa
Daqui não me movo Não que a vida esteja assim tão boa Tenho certeza, esse é o meu lugar Mas um sorriso ajuda a melhorar
Ah, Ah Ah, Ah
Tô muna boa, tô ficando esperto E cantando, assim parece que o tempo voa Já não pergunto se isso tudo é certo Quando mais triste, mais bonito soa
Uso esse tempo pra recomeçar Eu agradeço por poder cantar  Ah, Ah Lalaia, laia, laia, iô!!!

Doeu, doeu, agora não dói, não dói, não dói
Chorei, chorei e agora não choro mais
Toda mágoa que passei
É motivo para comemorar
Pois se não sofresse assim
Não tinha razões pra cantar
_______________________________________
1-      O compositor deixa transparecer que passou por algum problema que lhe deixou abalado afastando-se. Ao retornar ele desabafa:

“Tô numa boa, tô aqui de novo
Daqui não saio, Daqui não me movo
Tenho certeza, esse é o meu lugar Há, há
Tô numa boa, tô ficando esperto
Já não pergunto se isso tudo é certo
Uso esse tempo pra recomeçar Há, há”




a) Você já passou por alguma situação que fizesse abandonar o seu lugar ( família, escola, emprego, cidade...)? Por quê?
b) Você acha certo a pessoa abandonar ou fugir dos problemas? Por quê?

c) Ao abandonar seu lugar e pensar, refletir sobre o assunto você acha que agiu corretamente ou percebeu que não e retornou? Por quê?

d) Para você, o que é ser esperto? Por quê?

e) Ao tomar suas atitudes, você costuma analisar se é certo ou errado ou age por impulso? Por quê?

f) Após uma decepção em sua vida, você desiste, desanima ou ergue a cabeça e tenta recomeçar? Por quê?

2- A dor dos tropeços nos caminhos da vida, às vezes é grande e machuca muito psicologicamente:
“Doeu, doeu, agora não dói, não dói, não dói
Chorei, chorei e agora não choro mais  Toda mágoa que passei É motivo para comemorar Pois se não sofresse assim Não tinha razão pra cantar”

a) Quando você está chateado, dolorido, você chora, desabafa com um amigo ou se fecha e guarda tudo para você? Por quê?

b) Você costuma guardar mágoas ou perdoa as pessoas que de alguma forma lhe decepcionaram? Por quê?

c) Você acha que o tempo é o senhor das razões e cura as dores das decepções? Por quê?

d) Você acha que os sofrimentos da vida nos dá maturidade, nos fortalece e melhora a nossa personalidade? Por quê?

3- A vida é um verdadeiro aprendizado, com altos e baixos, mas nunca podemos perder a vontade de vier bem:
“Há, há, há, há, há Mas eu tô rindo à toa
Não que a vida esteja assim tão boa
Mas um sorriso ajuda a melhorar
Há, há E cantando assim parece que o tempo voa
Quanto mais triste mais bonito soa
Eu agradeço por poder cantar Lalaia, laia, laia, iô!!!

a) Você pensa que, embora a vida não seja tão boa, a alegria e a auto estima são essenciais para sermos felizes? Por quê?
b) Você concorda que o sorriso ajuda a melhorar a nossa vida? Por quê?
c) Você acha que o canto, o lazer colabora na melhoria de vida? Por quê?
d) Você costuma agradecer a Deus pelas coisas boas e ruins que acontecem na sua vida? Por quê?
e) Ás vezes não damos o devido valor às coisas que conquistamos sem nenhum esforço. Você crê que o suor da conquista, da luta nos faz valorizar mais as atitudes e a vida? Por quê?

4- “Depois da tempestade sempre vem a abonança.” Esta frase pode traduzir a mensagem que esta música quis passar? Por quê?

Texto para interpretação – Música




TOCANDO EM FRENTE
(Almir Sater / Renato Teixeira)
Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz,
Quem sabe eu só levo a certeza
De que muito pouco eu sei
Ou nada sei
Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor para poder pulsar
É preciso paz para poder sorrir
É preciso chuva para florir
Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando os dias pela longa estrada, eu sou
Estrada eu vou
Todo mundo ama um dia
Todo mundo chora um dia
A gente chega e no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
E cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz



Após ler atentamente o texto, responda às questões:

1. Assinale mais de uma alternativa que esteja de acordo com o texto:

a. (   ) Para o poeta, a vida deve ser levada, tocada como uma boiada, pois não conseguimos entender a imprevisibilidade de ambas.
b. (   ) Só é possível ser feliz nesta jornada, depois de um toque de Deus, o velho boiadeiro, que nos impulsiona pela longa estrada da vida.
c. (   ) Só através do choro individual e de outros é que descobrimos o valor de um sorriso.
d. (   ) Manhãs, maçãs e chuva fazem parte da nossa história, já que não somos donos do nosso destino.
e. (   ) Segundo o poeta, para se viver, é necessário entender o andamento da jornada e continuar vivendo.

2. Marque as afirmativas com V para verdadeiro e F para falso, de acordo com o texto:
a. (   ) Viver é uma aprendizagem, fruto da observação atenta das alegrias e dos sofrimentos pelos quais passamos.
b. (   ) Ser feliz é o destino de todos os seres humanos, independendo das chegadas e das partidas.
c. (   ) A consciência do significado da vida e o dom da capacidade de construirmos a nossa história nos deixa mais fortes, mais felizes.
d. (   ) O poeta tem hoje um sorriso de serenidade porque nunca levou a vida com ligeireza.
e. (   ) Para podermos saborear a vida, precisamos vivenciar a paz e o amor, entre outros fatores que nos mostram que é possível compormos a nossa história com serenidade.
Assinale a única alternativa correta:

3. Há várias comparações no texto que nos leva a concluir que o poeta fala:
a. (   ) da boiada                  b. (   ) do boiadeiro  c. (   ) do sabor das frutas  d. (   ) dos dias vividos
e. (   ) do dom da felicidade de cada um de nós

4. Nos versos 5 e 6, o poeta demonstra que se considera um homem:
a. (   ) orgulhoso  b. (   ) sem cultura c. (   ) experiente  d. (   ) humilde
e. (   ) sem rumo definido.

Responda com suas palavras:
5. Como era a vida do poeta no passado? Comprove sua resposta com versos da poesia.



TOCANDO EM FRENTE    (Almir Sater / Renato Teixeira)

 Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz,
Quem sabe eu só levo a certeza
De que muito pouco eu sei Ou nada sei

Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor para poder pulsar
É preciso paz para poder sorrir
É preciso chuva para florir

Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando os dias pela longa estrada, eu sou
Estrada eu vou

Todo mundo ama um dia
Todo mundo chora um dia
A gente chega e no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
E cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

Após ler atentamente o texto, responda às questões:
1. Assinale mais de uma alternativa que esteja de acordo com o texto:
a. (   ) Para o poeta, a vida deve ser levada, tocada como uma boiada, pois não conseguimos entender a imprevisibilidade de ambas.

b. (   ) Só é possível ser feliz nesta jornada, depois de um toque de Deus, o velho boiadeiro, que nos impulsiona pela longa estrada da vida.

c. (   ) Só através do choro individual e de outros é que descobrimos o valor de um sorriso.

d. (   ) Manhãs, maçãs e chuva fazem parte da nossa história, já que não somos donos do nosso destino.

e. (   ) Segundo o poeta, para se viver, é necessário entender o andamento da jornada e continuar vivendo.
TOCANDO EM FRENTE
(Almir Sater)
Ando devagar Conhecer as manhas
Porque já tive pressa E as manhãs
E levo esse sorriso O sabor das massas
Porque já chorei demais E das maçãs
Hoje me sinto mais forte, É, preciso amor pra poder pulsar.
Mais feliz, quem sabe, É preciso paz pra poder sorrir
Eu só levo a certeza É preciso chuva para florir.
De que muito pouco sei,
E nada sei. Todo mundo ama um dia,
Todo mundo chora
Conhecer as manhas Um dia a gente chega
E as manhãs E no outro vai embora
O sabor das massas Cada um de nós compõe
E das maçãs A sua história
É preciso amar, pra poder pulsar E cada ser em si
É, preciso paz pra poder sorrir Carrega o dom de ser capaz É preciso chuva para florir. De ser feliz.

Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir
Tocando em frente.
Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias pela
Longa estrada, eu vou Estrada eu sou.

1. “Ando devagar porque já tive pressa”
Qual destes provérbios representam melhor este verso da música? Explique cada um deles.
Þ O apressado come cru.
Þ Devagar se vai ao longe.

2. Apressa é inimiga da perfeição. Comente.
3. Às vezes, quando temos pressa demais ao fazermos alguma coisa, isso acaba nos atrapalhando, por exemplo a aprender algo. Escreva mais dois exemplos que a pressa e inimiga da perfeição.
4. Não precisamos e nem devemos ser ansiosos demais ao fazermos algo, porém não devemos cruzar os braços e esperar as coisas caírem do céu. Devemos ir a luta. Explique este provérbio. Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje.
5. “E levo esse sorriso porque já chorei demais
hoje me sinto mais forte, mais feliz, quem sabe.”
Você acredita que as experiência do dia-a-dia, as dificuldades, as facilidades da vida de uma pessoa pode torná-la mais forte? Por quê?
6. Marque a explicação que você julga mais correta para cada verso.
a) “Conhecer as manhas e as manhãs.”
(      ) conhecer todas as faces, todos os lados bons e ruins da vida cotidiana.
(     ) conhecer apenas as coisas boas do dia-a-dia.
b) “O sabor das massas e das maçãs.
(     ) saborear todas as experiências da vida, sentindo o gosto doce e ao mesmo tempo amargo da vida.
(      ) saborear somente as experiências prazerosas da vida.
c) “É preciso amor pra poder pulsar.”
(     ) É preciso só as coisas boas da vida.
(      ) É preciso ter amor em tudo que se faz para que a vida tenha mais vigor, força, energia.
a) “É preciso paz para poder sorrir”.
(        ) Precisamos de paz para sermos felizes.
(       ) A paz é insignificante para a felicidade.
b) “É preciso chuva para florir”.
(       ) É preciso regrar o jardim da vida para que ele possa florir e triunfar.
(        ) É preciso inundar a vida.
7. “Penso que curtir a vida seja simplesmente
compreender a marcha e ir tocando em frente”
a) Para você o que é compreender a marcha da vida?
b) O que é ir tocando em frente?
8. Eu vou tocando os dias pela longa estrada eu vou, estrada eu sou”. A que estrada o compositor se refere?
9. “Um dia a gente chega, no outro vai embora.
Cada um de nós compõe a sua história”.
O que representa estes versos na vida das pessoas?
10 “E cada ser em si carrega o dom de ser capaz, de ser feliz”...
Comente este verso.
11. Você é feliz? Por quê?
12. O que lhe traz felicidade?
13. Você tem esperança de compor a sua história mais feliz? Como? Por quê?
14. Você como sujeito de sua própria história. Precisa fazer o quê para melhorá-la?
15. Você ajuda as outras pessoas a compor as suas próprias histórias? Como?


 Análise da Música: Boiadeiro
Letra:

Vai boiadeiro que a noite já vem
Guarda o teu gado e vai pra junto do teu bem
De manhãzinha quando eu sigo pela estrada
Minha boiada pra invernada eu vou levar
São dez cabeça é muito poco é quase nada mas não tem outras mais bonitas no lugar
Vai boiadeiro que o dia já vem
Leva o teu gado e vai pensando no teu bem
De tardezinha quando eu venho pela estrada
A fiarada ta todinha a me esperar
São dez filhinho é muito poco é quase nada mas não tem outros mais bonitos no lugar
Vai boiadeiro que a tarde já vem
Leva o teu gado e vai pensando no teu bem
E quando eu chego na cancela da morada
Minha rosinha vem correndo me abraçar
É pequenina é miudinha é quase nada mas não tem outra mais bonita no lugar
Vai boiadeiro que a noite já vem
Guarda o teu gado e vai pra junto do teu bem


Análise:

    O Rei do Baião busca retratar o dia-a-dia de um nordestino, relata a vida de uma das figuras que simbolizam o homem nordestino, o vaqueiro.
    Na música ele é denominado de boiadeiro, pois é assim que são nomeados os "condutores" de rebanho na região Sudeste. Trata-se portanto de uma variação regional.
    O boiadeiro da música, tem uma pequena criação de gado, apenas dez cabeças, mas que da sustento a sua família, onde todos os dias sai de manhãzinha com o gado e que ao final do dia volta para casa na ânsia de ficar perto da sua família.
    O interessante na música é o nome da mulher do boiadeiro, Rosinha, que é típico na região rural, e em quase todas as músicas de Luiz Gonzaga, ele utiliza desse nome.

Autor: Matheus Rodrigues


Mulher Rendeira

Olê muié rendera
Olê muié rendá
Tu me ensina a fazê renda
Que eu te ensino a namorá
Lampião desceu a serra
Deu um baile em Cajazeira
Botou as moças donzelas
Pra cantá muié rendera
As moças de Vila Bela
Não têm mais ocupação
Se que fica na janela
Namorando Lampião
1ª Etapa: Apresentação da Música.
  1. Organização de uma grande roda.
  2. Canto coletivo sob a orientação da professora.
  3. Dança coletiva da música em forma de samba.
  4. Acompanhe a apresentação do aspecto histórico da canção feita pela professora. Faça registros dos pontos importantes.
2ª Etapa: Agora responda as questões a seguir:
  1. A rendeira é uma personagem nordestina. O que faz uma rendeira? Em quais peças podemos visualizar sua arte?
  2. Na Bahia encontramos rendeiras em Dias D´Ávila, Saubara, Xique-Xique, Ilhas de Maré, dentre outros lugares. Por que esta atividade está cada vez mais rara?
  3. Qual o perfil das mulheres rendeiras?
  4. Por que, normalmente, estas mulheres rendeiras se organizam em Associações?
  5. Quais são os tipos de renda? Explicite.
  6. Você conhece alguma rendeira  ou já ouvi falar sobre a mesma? Já adquiriu ou teve acesso a alguma produção? Porque as rendas são consideradas tradicionais?
  7. Nos últimos Jogos Olímpicos – Rio 2016, ocorrido no Brasil, as Ganhadeiras de Itapuã, retrataram as rendeiras da Bahia com uma belíssima apresentação, provocando emoções no público. Qual a importância da visibilidade dada a esta atividade artesanal?
  8. Vamos cantar a música em forma de samba? Que tal colocar o corpo para mexer?!
  9. Reescreva os versos da canção numa linguagem padrão, atentando para as questões regionalistas.
Trem  das onze (  Adoniran Barbosa     )

Não posso ficar nem mais um minuto com você
Sinto muito,amor, mas não pode ser
Moro em Jaçanã/Se eu perder esse trem
Que sai agora às onze horas /Só amanhã de manhã

Não posso ficar nem mais um minuto com você
Sinto muito,amor, mas não pode ser
Moro em Jaçanã /Se eu perder esse trem
Que sai agora às onze horas/Só amanhã de manhã

Além disso mulher tem outra coisa
Minha mãe não dorme enquanto eu não chegar
Sou filho único, tenho minha casa pra olhar
Não posso ficar, não posso ficar...

Não posso ficar nem mais um minuto com você
Sinto muito,amor, mas não pode ser
Moro em Jaçanã /Se eu perder esse trem
Que sai agora às onze horas/Só amanhã de manhã

De olho no texto
1) Por quais razões o homem não podia mais ficar em companhia da mulher?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2) Onde mora o homem? Que meio de transporte ele utiliza?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
3) Quantos irmãos ele tem?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4) Em sua opinião a mulher ficou alegre ou triste com o fato de o homem ter de ir embora?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
5) Na letra da música, as onze horas se referem ao período da manhã ou da noite?
_________________________________________________________________________________________
6) De que outro modo se poderia escrever 11 horas da noite?
_________________________________________________________________________________________
ERA UMA VEZ
Interpretada por Sandy, Júnior e toquinho

Era uma vez Um lugarzinho no meio do nada
Com sabor de chocolate E cheiro de terra molhada
Era uma vez A riqueza contra a simplicidade
Uma mostrando para outra quem dava mais felicidade

Pra gente ser feliz Tem que cultivar as nossas amizades
Os amigos de verdade /Pra gente ser feliz
Tem que mergulhar na própria fantasia /Na nossa liberdade

Uma história de amor
De aventura e de magia
Só tem a ver Quem já foi criança um dia.

Compreendendo o texto

1) Onde era o lugarzinho da música?
_____________________________________________________________________
2) Que sabor e que cheiro tinha o lugarzinho?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________
3) O que a riqueza e a simplicidade mostravam uma para a outra?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4) Segundo o texto, o que a gente tem que fazer para ser feliz?
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
5)  Você conhece um lugarzinho como descrito na música?
_________________________________________________________________________________________________________________________________________6) O que você acha que a gente precisa fazer para ser feliz?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________
       A vida de viajante
  Luiz Gonzaga e Gonzaguinha.

Minha vida é andar /Por esse país
Pra ver se um dia/Descanso feliz
Guardando as recordações
Das terras onde passei
Andando pelos sertões
E dos amigos que lá deixei.

Chuva e sol /Poeira e carvão
Longe de casa/Sigo o roteiro
Mais uma estação
E a alegria no coração.

Mar e terra /Inverno e verão
Mostra o sorriso/Mostra a alegria
Mas eu mesmo não/E a saudade no coração.

Conhecendo o texto
1) Quantas estrofes possui a poesia?
__________________________________________________________________________________
2) Quantos versos possui cada estrofe?
__________________________________________________________________________________
3) Destaque as rimas de cada estrofe.
1ª estrofe:  _________________________________________________________________________
2ª estrofe:  _________________________________________________________________________
3ª estrofe:  _________________________________________________________________________
4)  O  poema retrata a saudade do poeta. Copie, da primeira estrofe, os versos em que isso pode ser comprovado.
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
5) Essa vida que o poeta leva é um costume ou ele está viajando a passeio?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

6) Assinale o verso que melhor comprova a sua resposta anterior.

(    )  Minha vida é andar / Por esse país.(    )  Sigo o roteiro /  Mais uma estação.
(    ) Chuva e sol/ Poeira e carvão.(    ) Guardando as recordações / Das terras onde passei                                        
                                                  TRABALHANDO COM LETRA DE MÚSICA..
O trabalho com letra de música em sala de aula é muito interessante, além de resgatar alguns valores, ainda torna a aula dinâmica e alegre. As músicas que trabalho em sala variam desde regionais, infantis, gospel , MPB, hap e outra.. Tento contemplar todos os estilos durante o ano, respeitando os gostos e valores a serem resgatados na música.
.Começo fazendo a leitura da música para a sala;
.Problematizo a letra com questões sobre a mensagem da música;
.Discuto a tipologia textual, versos, estrofes, rimas, caso tenha..
.Diferencio compositor de cantor;
.Faço uma leitura coletiva com a sala, onde todos terão oportunidade de fazê-lo;
.Cantamos com utilização do CD;
.Dramatizamos a música, destacando personagens, caso tenha..
.Faço então estudo com a letra da música, de acordo com o objetivo da aula, alguma das opções: estudo do texto, análise linguística ou reprodução de texto ( escrita ou com desenhos);
Algumas letras de músicas trabalhadas:



O Caderno
Toquinho
Composição: Toquinho / Mutinho


Sou eu que vou seguir você
Do primeiro rabisco
Até o be-a-bá.
Em todos os desenhos
Coloridos vou estar
A casa, a montanha
Duas nuvens no céu
E um sol a sorrir no papel...
Sou eu que vou ser seu colega
Seus problemas ajudar a resolver
Te acompanhar nas provas
Bimestrais, você vai ver
Serei, de você, confidente fiel
Se seu pranto molhar meu papel...
Sou eu que vou ser seu amigo
Vou lhe dar abrigo
Se você quiser
Quando surgirem
Seus primeiros raios de mulher
A vida se abrirá
Num feroz carrossel
E você vai rasgar meu papel...
O que está escrito em mim
Comigo ficará guardado
Se lhe dá prazer
A vida segue sempre em frente
O que se há de fazer...
Só peço, à você Um favor, se puder
Não me esqueça
Num canto qualquer...(2x)




Aquarela
Toquinho : Composição: Toquinho /
 Vinicius de Moraes G.Morra

Numa folha qualquer
Eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas
É fácil fazer um castelo...
Corro o lápis em torno
Da mão e me dou uma luva
E se faço chover
Com dois riscos
Tenho um guarda-chuva...
Se um pinguinho de tinta
Cai num pedacinho
Azul do papel
Num instante imagino
Uma linda gaivota
A voar no céu...
Vai voando
Contornando a imensa
Curva Norte e Sul
Vou com ela
Viajando Havaí
Pequim ou Istambul
Pinto um barco a vela
Branco navegando
É tanto céu e mar
Num beijo azul...
Entre as nuvens
Vem surgindo um lindo
Avião rosa e grená
Tudo em volta colorindo
Com suas luzes a piscar...



Eu Te Amo Meu Brasil
Os Incríveis
Composição: dom
Escola...
Marche...
As praias do Brasil ensolaradas
Lá lá lá lá...
O chão onde país se elevou
A mão de Deus abençoou
Mulher que nasce aqui
Tem muito mais amor
O Céu do meu Brasil tem mais estrelas
O sol do meu país, mais esplendor
A mão de Deus abençoou
Em terras brasileiras vou plantar amor
Eu te amo, meu Brasil, eu te amo
Meu coração é verde, amarelo, branco, azul-anil
Eu te amo, meu Brasil, eu te amo
Ninguém segura a juventude do Brasil
As tardes do Brasil são mais douradas
Mulatas brotam cheias de calor
A mão de Deus abençoou
Eu vou ficar aqui, porque existe amor
No carnaval, os gringos querem vê-las
Num colossal desfile multicor
A mão de Deus abençoou
Em terras brasileiras vou plantar amor
Adoro meu Brasil de madrugada, lá, lá, lá, lá.
Nas horas que eu estou com meu amor,lá,lá,lá,lá.
A mão de Deus abençoou.
A minha amada vai comigo aonde eu for.
As noites do Brasil tem mais beleza, lá, lá, lá, lá.
A hora chora de tristeza e dor, lá, lá, lá, lá.
Porque a natureza sopra e ela vai-se embora enquanto eu planto amor.
Eu te amo meu Brasil, eu te amo.
Meu coração é verde, amarelo, branco, azul anil.
Eu te amo meu Brasil, eu te amo.
Ninguém segura a juventude do Brasil. 2 x
O pato ( Vinícius de Moraes )

Lá vem o pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o pato
Para ver o que é que há

O pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro
No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo
Comeu um pedaço
De genipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo
Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela
-----------------------
Morrer de saudade
Compositor: E. Trindade. Cantora: Tim Maia.

Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar

Você marcou a minha vida
Viveu, morreu na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate
E eu...Gostava tanto de você
Gostava tanto de você

Eu corro, fujo desta sombra
Em sonho vejo esse passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Não quero ver pra não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você
E eu...Gostava tanto de você
Gostava tanto de você
Eu gostava Eu gostava tanto de você
Gostava... Gostava tanto de você

Vou morrer de saudade
Não, não vai embora
Vou morrer de saudade
Não, não vai embora
Eu vou morrer de saudade
Não, não vai embora
Eu gostava...




Um dia de domingo.
Composição Sulivan Massadas.
 Cantor: Tim Maia.

Eu preciso te falar,
Te encontrar de qualquer jeito
Pra sentar e conversar,
Depois andar de encontro ao vento.

Eu preciso respirar
o mesmo ar que te rodeia,
E na pele quero ter
o mesmo sol que te bronzeia,
Eu preciso te tocar
e outra vez te ver sorrindo,
e voltar num sonho lindo
um sentimento sem sentido,
Eu preciso descobrir
a emoção de estar contigo,
Ver o sol amanhecer,
E ver a vida acontecer
Como um dia de domingo.

Faz de conta que ainda é cedo,
Tudo vai ficar por conta da emoção
Faz de conta que ainda é cedo,
E deixar falar a voz do coração.
Eu preciso te falar,
Te encontrar de qualquer jeito
Pra sentar e conversar,
Depois andar de encontro ao vento.

Eu preciso respirar
o mesmo ar que te rodeia,
E na pele quero ter
o mesmo sol que te bronzeia,
Eu preciso te encontrar
e outra vez te ver sorrindo,
Te encontrar num sonho lindo...

Já não dá mais pra viver
um sentimento sem sentido,
Eu preciso descobrir
a emoção de estar contigo,
Ver o sol amanhecer,
E ver a vida acontecer
Como um dia de domingo.

[Faz de conta que ainda é cedo,
Tudo vai ficar por conta da emoção
Faz de conta que ainda é cedo,
E deixar falar a voz do coração.] 3x








Planeta Água 
Guilherme Arantes.

Água que nasce na fonte serena do mundo
E que abre um profundo grotão
Água que faz inocente riacho e deságua na corrente do ribeirão
Águas escuras dos rios que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias e matam a sede da população
Águas que caem das pedras no véu das cascatas, ronco de trovão
E depois dormem tranquilas no leito dos lagos, no leito dos lagos

Água dos igarapés, onde Iara, a mãe d'água é misteriosa canção
Água que o sol evapora, pro céu vai embora, virar nuvem de algodão
Gotas de água da chuva, alegre arco-íris sobre a plantação
Gotas de água da chuva,
Tão tristes, são lágrimas na inundação
Águas que movem moinhos são as mesmas águas que encharcam o chão
E sempre voltam humildes profundo da terra, pro fundo da terra
Terra, planeta água...





Nenhum comentário:

Postar um comentário