Viajando No Mundo dos Contos de Fada

Viajando No Mundo dos Contos de Fada

quarta-feira, 3 de maio de 2017

ORTOGRAFIA

A FIM / AFIM
- A FIM: igual a "finalidade".
Exemplo: aquele @ estava a fim daquela @.

- AFIM: equivalente a "semelhante".
Exemplo: Meu gosto não é afim ao seu em matéria de follower.


Palavras parônimas são aquelas parecidas na forma, mas diferentes no significado. Um dos casos curiosos que merecem destaque é o das palavras abaixo:
ACIDENTE ou INCIDENTE ?
ACIDENTE é "um desastre, um acontecimento com conseqüências graves"; "INCIDENTE" é "um acontecimento com conseqüências menores, um episódio". Observe a diferença: "Cinco pessoas morreram no ACIDENTE. A Via Dutra ficou interrompida durante quatro horas." "Perdoe-nos pelo INCIDENTE de ontem. Esse tipo de discussão não mais se repetirá."


DESTRATAR ou DISTRATAR ?
DESTRATAR significa "tratar mal"; DISTRATAR significa "romper um trato". Quando um contrato é rompido, o documento que se assina chama-se DISTRATO. Portanto, a frase "Ela foi DISTRATADA pelo marido na frente dos vizinhos" está errada. O certo é: "Ela foi DESTRATADA pelo marido na frente dos vizinhos".


Palavras parônimas são aquelas parecidas na forma, mas diferentes no significado. Um dos casos curiosos que merecem destaque é o das palavras abaixo:



DESAPERCEBIDO ou DESPERCEBIDO?
Ouvimos freqüentemente: "Muitos detalhes passaram DESAPERCEBIDOS". Está errado! O correto é: "Muitos detalhes passaram DESPERCEBIDOS". DESAPERCEBIDO não significa, como muitos imaginam, "aquilo que não foi percebido, notado, observado". DESAPERCEBIDO significa "desprovido, quem não se apercebeu de alguma coisa, quem não está ciente, quem não tomou consciência". É uma questão de lógica. Observe: "quem não é leal é desleal, quem não está preparado está despreparado, quem não está prevenido está desprevenido"; portanto, "aquilo que não se percebeu passou DESPERCEBIDO". Em "O auditor estava DESAPERCEBIDO", sugiro que não se utilize a palavra DESAPERCEBIDO mesmo no sentido correto (=desprovido, que não tomou ciência). O leitor dificilmente vai entender, é capaz de imaginar que "ninguém percebeu a presença do auditor, que ele não foi notado". Não esqueça, portanto, a diferença: DESPERCEBIDOS (=não percebidos) é derivado do verbo PERCEBER (=notar, observar); DESAPERCEBIDOS (=não apercebidos) é derivado do verbo APERCEBER-SE (=tomar ciência, prover-se) O mais importante é você não esquecer que, para aquilo que não se percebeu, o correto é DESPERCEBIDO.


Palavras parônimas são aquelas parecidas na forma, mas diferentes no significado. Um dos casos curiosos que merecem destaque é o das palavras abaixo:
DISCRIMINAR ou DESCRIMINAR ?
DISCRIMINAR é "segregar, separar, listar". Uma pessoa pode ser discriminada devido à sua cor, à sua condição social ou cultural, à sua religião... Uma nota fiscal DISCRIMINADA é aquela em que os itens estão "listados, separados". DESCRIMINAR é "inocentar, tirar a culpa de um crime, deixar de ser crime". Muitos advogados preferem usar o neologismo DESCRIMINALIZAR. A frase "O debate pode acabar com o preconceito contra a droga e levar à DISCRIMINAÇÃO do seu uso" está errada. Nesse caso, o correto é "...levar à DESCRIMINAÇÃO (ou DESCRIMINALIZAÇÃO) do seu uso". O autor não se referia à possibilidade de o usuário da droga vir a ser DISCRIMINADO, e sim ao fato de o uso da droga ser DESCRIMINADO (=DESCRIMINALIZADO), ou seja, "deixar de ser crime".

Palavras parônimas são aquelas parecidas na forma, mas diferentes no significado. Um dos casos curiosos que merecem destaque é o das palavras abaixo:
TRÁFICO ou TRÁFEGO ?
Deu no JB: "Controlador de TRÁFICO aéreo adquire repentinamente poderes paranormais." Perdoe-nos, o tal controlador paranormal é de TRÁFEGO aéreo. É bom lembrar que TRÁFICO é um comércio ilegal: de drogas, de escravos, de crianças, de mulheres, de influência... Em relação a trânsito, a movimento, devemos usar TRÁFEGO. Grandes "engarrafamentos" ocorrem em cidades, como São Paulo, onde o TRÁFEGO é intenso.
Aqui vai um teste para os cariocas que conhecem bem a Rua São Clemente no bairro de Botafogo. Responda rápido: "São Clemente é uma rua de muito TRÁFEGO ou de muito TRÁFICO?" Se você respondeu "depende", parabéns.


Para entender o que é denotação, nada melhor que fazer por meio de exemplos, não é? Veja só. Consultando o dicionário Houaiss, encontramos para a palavra jóia as seguintes definições:
1- objeto de metal precioso finamente trabalhado, em  que muitas vezes se engastam pedras preciosas, pérolas etc. ou a que é  aplicado esmalte, us. como acessório de vestuário, adorno de cabeça, pescoço, orelhas, braços, dedos etc.
2- Pedra preciosa de grande valor.
3- p. ext. qualquer objeto caro e trabalhado com arte (estatueta, relógio, cofre, vaso etc).
As definições são claras, precisas. Todas giram em torno de um objeto de valor. A partir dessas definições, podemos criar frases com muita segurança.
Ex.: Essa jóia em seu pescoço está há várias gerações em nossa família.
Ex.:O rubi é uma jóia que encanta meus olhos.
Ex.:Aquele vaso, provavelmente chinês, é uma jóia de raro acabamento.
A palavra  jóia,  presente nas três frases citadas, foi empregada em  seus sentidos reais, primitivos. A isso se dá o nome de denotação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário